Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

As alternativas abaixo contêm apenas anemias classicamente microcíticas, exceto:

A
Anemia da doença crônica.
B
Talassemia.
C
Anemia sideroblástica.
D
Anemia ferropriva.
E
Anemia perniciosa.
Vem para ser atendida na Unidade de Saúde a Sra. Monalisa de 43 anos, casada, cabeleireira do bairro. Queixa-se de batedeira no peito há dois dias. Apresenta freqüência cardíaca de 120 bpm, PA = 140x100 mm Hg, ausculta cardíaca: ritmo regular, dois tempos, sem sopro e sem desdobramentos. Queixa-se de poliúria no período dos sintomas e insônia nos últimos dois meses. Relata que é o quarto episódio no ano e que acontece quando tem problemas para resolver no trabalho. O diagnóstico mais provável é:
A Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP) é uma doença sistêmica que se desenvolve nas artérias periféricas ao longo de décadas. Piora com o avançar da idade e promove limitação funcional. Está associada a alto risco de morbimortalidade cardiovascular. Ocorre mais frequentemente nos membros inferiores, e sua principal causa é a aterosclerose. A prevalência da doença, baseada em testes objetivos de vários estudos epidemiológicos, varia entre 3% a 10%, aumentando para 15% a 20% em pessoas acima de 70 anos. Qual o fator de risco está mais relacionado a esta afecção?
Adolescente apresenta desvio lateral da coluna em relação ao plano frontal, acompanhado de rotação dos corpos vertebrais. Sobre essa condição, é correto afirmar que:
Um jovem de 20 anos, concluindo o ensino médio, foi pouco à escola no último mês. Nos últimos meses, vem se envolvendo com questões filosóficas e parapsicológicas, temas que nunca haviam lhe interessado antes. Tem passado muito tempo isolado no seu quarto, convivendo pouco, inclusive com a família. Vem tomando pouco banho e quase não troca de roupa. Por insistência da mãe, contra a sua vontade, vai para uma consulta médica. Na consulta, tem um comportamento inadequado com riso imotivado e respostas sem sentido. Qual é o diagnóstico mais provável?
Compartilhar