Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

As duas questões 24 e 25 referem-se ao caso clínico abaixo: Menina de 11 anos de idade é trazida à unidade de saúde pela mão com queixas de fluxo vaginal que mancha suas roupas intimas. A mãe relata secreção em pequena quantidade, sem odor, não irritativa, não pruriginosa. Na avaliação ginecológica, vulvoscopia sem sinais inflamatórios, hímen intacto, presença de pêlos na região pubiana recobrindo a linha média. Na avaliação da mama, apresenta elevação da mama e da papila, sem separação dos contornos as aréola e da mama. Qual a provável etiologia do fluxo vaginal apresentado pela paciente?

A
Vulvovaginite inespecífica
B
Vulvovaginite específica por Enterobius vermicularis
C
Vulvovaginite específica por Candida albicans
D
Vulvovaginite específica por Gardnerella vaginalis
E
Leucorreia fisiológica
Criança, 3 semanas de vida, nascida a termo, de parto cesárea sem intercorrências, apresenta vômitos não biliosos há cerca de 5 dias, com aumento progressivo em frequência. Ao exame físico, encontra-se desidratada e irritada. No abdome, o peristaltismo é visível no epigastro e palpa-se uma tumoração arredondada no hemiabdome direito, abaixo do fígado. Foi submetida a exames complementares, que evidenciaram hipopotassemia e hipocloridria. Na radiografia contrastada de abdome, evidenciou-se o “sinal do bico do seio”. Em relação a esse caso, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, a principal hipótese diagnóstica.
Apesar de a avaliação clínica detalhada ser de fundamental importância na propedêutica dos pacientes com insuficiência venosa crônica dos membros inferiores, a localização dos segmentos venosos com refluxo é conseguida preferencialmente com
João Paulo tem 3 anos, está com febre, cefaleia, diarreia, vômitos, intensa dor abdominal, principalmente em FID, sinal de Blumberg positivo; T: 38°C, FC: 124bpm, FR: 40 ipm; realizado Hemograma, que demonstrou leucocitose com bastonetose importante, e parcial de urina com resultado normal. O pediatra fez o diagnóstico inicial de Apendicite aguda. Assinale a alternativa que indica uma outra possibilidade diagnóstica que poderia confundir ou simular esse quadro:
Após passar o dia em banho de igarapé, o menor de 8 anos apresenta dor significativa com a movimentação do pavilhão auricular que está muito hiperemiado. Ele não tem febre, nem êmese, nem outros sintomas. Tem canal auditivo com bastante hiperemia mas membrana timpânica normal. O tratamento apropriado ao caso é:
Compartilhar