Questões na prática

Ortopedia

Ortopedia

As fraturas expostas associadas à lesão vascular são classificadas como tipo III c de Gustillo. Nessas fraturas, a lesão vascular está frequentemente associada a perdas ósseas, a falta de cobertura das partes moles e também a lesões neurológicas. Com relação à abordagem terapêutica dessas fraturas, é correto afirmar:

A
Apesar da gravidade das lesões, os índices de indicação de amputação do segmento envolvido são menores do que 5%.
B
Na fratura da tíbia, a lesão complexa de partes moles associada à ruptura do nervo tibial posterior é indicação praticamente absoluta de amputação.
C
Deve-se tentar sempre o tratamento cirúrgico e a manutenção do membro mesmo em situações de grave perda óssea e de cobertura cutânea, pois a amputação deve ser realizada em um segundo ou terceiro tempo.
D
Nos membros inferiores, a angiografia é sempre indicada, mesmo que o nível de lesão esteja evidente.
E
O reparo da lesão vascular deve preceder a estabilização do esqueleto.
Uma paciente, 45 anos de idade, quatro partos normais, apresenta constipação intestinal crônica, com grande esforço evacuatório, às vezes com discreto sangramento, visível após a higienização com papel. Há três dias apresenta aumento de nodulações perianais, sangramento em maior quantidade do que o habitual (suja o vaso com sangue), acompanhado de dor anal às evacuações. Ao exame, apresenta exteriorização de mamilos hemorroidários, com edema importante em todos, além de extrusão de coágulo e pequena ulceração em um deles. Ao ser preenchida a ficha de referência para um serviço de Proctologia para essa paciente, qual dos seguintes CID devem ser registrados?
Homem, 65a, há cerca de 1 ano apresenta dor em panturrilha esquerda quando caminha um quarteirão, o que o obriga a parar, havendo piora nos últimos 2 meses, estando com limitação progressiva. Antecedente pessoal: tabagismo (1 maço/dia há 40 anos), nega hipertensão e diabetes. Exame físico: corado, PA= 142x88 mmHg; FC= 66 bpm; temp.= 36,5°C; extremidades: ausência de pulsos em membro inferior esquerdo, pé esquerdo com rubor, temperatura diminuída em relação ao direito, com pele atrófica e sem pelos. Índice tornozelo-braquial: MIE= 0,4, MID= 0,8. Além de orientações para cessar o tabagismo e cuidado com os pés, a conduta medicamentosa é:
Quais os sinais mais frequentes de meningites no período neonatal ?
Gestante de 26 anos, tabagista, primigesta, com idade gestacional de 35 semanas e 5 dias, baseada no dia da última menstruação e ultrassonografia do 1º trimestre, procurou pronto-atendimento por diminuição da movimentação fetal nos últimos dias. A altura uterina era de 29 centímetros, a frequência cardíaca fetal de 144, a pressão arterial aferida de 100x70 mmHg, e ao toque vaginal o colo uterino estava impérvio. A ultrassonografia revelou oligoidrâmnio, de acordo com ILA (índice do líquido amniótico). O valor do ILA compatível com oligoidrâmnio seria:
Compartilhar