Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

As medidas preventivas para doenças cardiovasculares podem ser dividas em farmacológicas e não-farmacológicas, sendo estas últimas indicadas para todos os pacientes. As alternativas abaixo trazem algumas informações que podem ser passadas aos pacientes e alguns cuidados que o médico deve ter ao prescrevê-las. Assinale a associação mais correta:

A
A ingestão leve a moderada de bebidas alcoólicas pode estar associada à menor incidência de doenças cardiovasculares, entretanto, a ingestão excessiva é fator de rico para acidente vascular cerebral, fibrilação atrial e insuficiência cardíaca.
B
A prática de atividade física promove efeito protetor para doenças cardiovasculares, entretanto, deve haver a avaliação cardiorrespiratória de esforço antes do início da prática rotineira de exercícios físicos.
C
Para o abandono do tabagismo, diversas intervenções farmacológicas e não-farmacológicas possuem efeito comprovado, entretanto, a prescrição medicamentosa não está indicada para pacientes com escore de Fargerstrom maior que 5
D
O uso de estatinas reduz os níveis séricos de colesterol e os eventos cardiovasculares, entretanto, sua prescrição deve ser precedida de exames de transaminases (TGO e TGP) e CK total, que devem ser repetidos cada vez que houver acréscimo da dose da medicação.
E
Não há associação entre influenza e doença arterotrombótica, entretanto há indicação de vacinação contra influenza para os pacientes com doença cardiovascular estabelecida ou com perfil de risco cardiovascular.
São artropatias geralmente monoarticulares:
Paciente tem diagnóstico de lúpus eritematoso sistêmico há 4 anos, com acometimento renal hematológico, neurológico e cutâneo, dependente de corticoide. Nos últimos 6 meses usou 10 gramas de corticoide e 6 gramas de ciclofosfamida. Há dois meses vem queixando-se de dor na região do quadril direito, principalmente no final do dia após longas caminhadas. A provável causa da dor é:
Homem de 70 anos comparece ao clínico geral com queixa de dores no flanco direito há três meses, de leve a moderada intensidade e contínua, astenia e perda ponderal de 12 kg no período. Nega alteração do hábito intestinal (uma evacuação a cada dois a três dias), com fezes de consistência ressecada e com esforço evacuatório. Traz hemograma com hemoglobina = 8,6 g/dl e microcitose/hipocromia. Antecedente de nefrolitíase e episódios de pielonefrite. Exame físico com massa palpável no flanco direito. Considerando o diagnóstico mais provável, qual o exame com maior especificidade?
Paciente de 25 anos, masculino, deu entrada no pronto-socorro trazido por familiares, vítima de ferimento por arma branca em hemitórax esquerdo, local de entrada com ferimento inciso, linear de 2 cm de extensão, localizado em 5º. espaço intercostal na linha axilar anterior. Na avaliação inicial, apresenta: vias áreas pérvias, taquipneia, diminuição do MV e timpanismo à percussão em hemitórax esquerdo, jugulares distendidas, saturação de 80%, com O2 10 litros/min, taquicardia, bulhas cardíacas normofonéticas, PA de 90 X 60 mmHg, extremidades com perfusão lentificada. Nesse caso, as condutas preconizadas seriam: I. Drenagem torácica imediata com dreno em selo d’água para tratamento do pneumotórax. II. Punção no 2º. espaço intercostal, na linha hemiclavicular esquerda para descompressão de pneumotórax hipertensivo. III. Radiografia de tórax e confirmação do pneumotórax. Somente após a confirmação, deve-se realizar procedimento cirúrgico. IV. Administração de cristaloides através de dois acessos venosos de grosso calibre em membros superiores. V. Administração imediata de sangue O negativo para reposição volêmica. São consideradas VERDADEIRAS as afirmações:
Compartilhar