Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

As vantagens da colecistectomia laparoscópica amplamente comprovadas tornaram-na o procedimento de escolha para tratamento da colelitíase sintomática. Algumas colecistectomias laparoscópicas, entretanto, necessitam de conversão. Na maioria dos casos, essa não é uma falha, nem uma complicação da operação; trata-se, na verdade, de medida necessária a fim de se evitar ambas. Sobre conversão na colecistectomia laparoscópica, assinale a alternativa incorreta.

A
A média de conversão é de 5%, e diminui com maior experiência da técnica.
B
A idade superior a 60 anos é fator de risco para conversão.
C
A principal causa de conversão é a inflamação e aderência entre as estruturas no triângulo de Calot.
D
A principal causa de lesão é a má-identificação da via biliar. Nesses casos, geralmente a laparotomia é necessária para a correção.
E
Na colecistite aguda o momento da intervenção cirúrgica não tem relação com a taxa de conversão.
Em relação ao diagnóstico e tratamento do abdome agudo está INCORRETO:
Processo degenerativo da conjuntiva ocular caracterizado por invasão tecidual, vindo da conjuntiva, sobre a córnea:
Paciente, cinco anos, foi levado à consulta, pois o clínico que atendeu o menino no Pronto-socorro suspeitou de um sopro cardíaco. Das cardiopatias acianóticas, qual apresentada a seguir é a mais frequente?
Qual dos critérios abaixo caracteriza a crise convulsiva febril complexa ou complicada?
Compartilhar