Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Assinalar, dentre as condições relacionadas abaixo, aquela em que a pneumatúria é menos provável de ocorrer.

A
Diverticulite.
B
Diabetes melitus.
C
Câncer de cólon sigmoide.
D
Fratura peniana com lesão de uretra.
E
Instrumentação do trato urinário recente.
Mulher de 30 anos veio à consulta com queixa de esforço e dor às evacuações nos últimos 8 meses, fezes ressequidas e sangramento escasso percebido no papel higiênico. Negou história familiar de câncer colorretal. O exame proctológico revelou uma fissura anal de apresentação atípica, podendo por isso ser secundária a outra doença. Qual dos achados abaixo necessitaria de investigação etiológica complementar?
“Tontura é um sintoma comum e muitas vezes aflitivo. Os pacientes usam o termo para descrever vários sintomas, inclusive os que parecem apropriados em termos semânticos (p. ex.: "cabeça leve", desmaio, sensação de rodopio, aturdimento) e outros enganosamente impróprios, como confusão mental, visão turva, cefaleia e formigamento. Além disso, alguns indivíduos com distúrbios da marcha causados por neuropatia periférica, mielopatia, espasticidade, parkinsonismo ou ataxia cerebelar queixam-se de "tontura", apesar de não haver vertigem ou outra sensação cefálica anormal. (...) Assim, anamnese detalhada é essencial para determinar exatamente que o que o paciente sente quando afirma: "Doutor, estou tonto". (...) Em termos práticos, ao fim da anamnese, a tontura pode ser classificada em três categorias: (1) desmaio, (2) vertigem e (3) outras sensações cefálicas. Enquanto médicos, nos deparamos com frequência com pacientes com queixa de “tontura” e, de nosso cuidado na coleta da história e no exame, dependem o adequado delineamento que daremos ao caso. Sobre o tema VERTIGEM, são feitas abaixo algumas afirmações. Assinale dentre elas apenas a INCORRETA:
Sobre o transtorno de humor depressivo, assinale a alternativa incorreta:
Em uma unidade de atenção básica, chega para ser atendida uma paciente, de 43 anos, casada, que trabalha como balconista no comércio local. Na consulta, ao exame, apresenta: frequência cardíaca de 120 bpm, PA = 140 x 100 mmHg, ausculta cardíaca: ritmo regular, 2 tempos, sem sopro e sem desdobramentos. Queixa-se de poliúria no período dos sintomas e insônia nos últimos dois meses. Relata que é o quarto episódio no ano e que acontece quando tem problemas para resolver no trabalho. O diagnóstico mais provável é:
Compartilhar