Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Assinale a alternativa correta:

A
A síndrome do ovário policístico é a segunda causa mais comum de anovulação e infertilidade feminina.
B
O volume de espermatozoide considerado normal é acima de 1,0ml, com mais de 20% de formas normais.
C
A melhor técnica para o diagnóstico da doença tubária e peritoneal é a hisberossalpingografia.
D
O baixo índice de massa corporal também pode causar anovulação e infertilidade em mulheres possivelmente por perturbação hipolsária.
E
Os distúrbios da ovulação são responsáveis por 30 a 40% dos casos de infertilidade feminina.
Na condução terapêutica do melanoma cutâneo, são indicações de pesquisa do linfonodo sentinela, exceto:
Paciente, sexo feminino, 38 anos de idade, submetida à videolaparocolecistectomia por colecistolitíase, cursa, logo após a extubação no centro cirúrgico, com rigidez do masseter e cianose. Dados vitais, pulso: 140 bpm, frequência respiratória: 36 ipm, temperatura axilar: 41ºC. Ao monitor cardíaco, o ritmo era taquicardia supraventricular. Gasometria arterial mostrava acidose mista. Lactato arterial: 5,0. O tratamento específico para o caso em questão é:
Paciente, sexo feminino, 38 anos de idade, submetida à videolaparocolecistectomia por colecistolitíase, cursa, logo após a extubação no centro cirúrgico, com rigidez do masseter e cianose. Dados vitais, pulso: 140 bpm, frequência respiratória: 36 ipm, temperatura axilar: 41°C. Ao monitor cardíaco, o ritmo era taquicardia supreventricular. Gasimetria arterial mostrava acidose mista. Lactato arterial: 5,0. O diagnóstico mais provável da síndrome apresentada por essa paciente é:
Paciente, sexo masculino, 1 ano e 7 meses de idade, é admitido com aumento de volume abdominal há 4 dias, acompanhado de vômitos com eliminação de áscaris, tosse seca intermitente e olhos amarelos há um dia. Nos antecedentes, prematuro (34 semanas), diagnosticada falcemia (SS) pelo teste de triagem neonatal. Ao exame físico, descorado, desidratado, ictérico, afebril, com abdome distendido, hipertimpânico, com ruidos diminuídos, doloroso à palpação, evoluindo com piora da dor abdominal, parada de eliminação de gases e fezes, febre, taquicardia e taquipneia. Leucograma com 16 mil leucócitos, sendo 81% de neutrófilos com 4% de bastões. O diagnóstico mais provável é:
Compartilhar