Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Infectologia

Assinale a alternativa INCORRETA em relação ao controle da dengue:

A
São objetivos da Vigilância Epidemiológica da Dengue: evitar a ocorrência das infecções pelo vírus da dengue em áreas livres de circulação, detectar precocemente as epidemias, controlar as epidemias em curso, reduzir a letalidade de FHD/SCD, mediante diagnóstico precoce e tratamento oportuno e adequado.
B
A definição de caso suspeito de dengue clássico é paciente que tenha doença febril aguda, com duração máxima de 7 dias, acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sintomas: cefaleia, dor retroorbital, mialgia, artralgia, prostração, exantema. Além desses sintomas, deve-se ter estado, nos últimos quinze dias, em área onde esteja ocorrendo transmissão de dengue ou tenha a presença de Aedes aegypti.
C
A definição de caso suspeito de FHD é todo caso suspeito de dengue clássico que também apresente manifestações hemorrágicas, variando desde prova de laços positiva até fenômenos mais graves, como hematêmese, melena e sinais e sintomas de choque cardiovascular.
D
A definição de caso confirmado de dengue clássico é o caso confirmado laboratorialmente. Mesmo no curso de uma epidemia, a confirmação só pode ser feita através de critério laboratorial.
No tocante ao câncer de pênis, é FALSO afirmar que:
Acerca de assistência pré-concepcional e pré-natal, julgue o próximo item. A datação adequada da gestação é fundamental na assistência pré-natal. Para o cálculo da idade gestacional, considera-se a data da última menstruação e a idade gestacional estimada pela primeira ecografia, sendo a margem de erro da ecografia menor quando realizada em torno de 8 semanas.
Na fisiopatologia da artrite séptica, quais articulações apresentam metáfise intracapsular que permite a penetração da bactéria na articulação?
Uma mulher de 66 anos chega ao consultório médico queixando-se de dor profunda, em queimação, nos membros inferiores, que piora à noite, antes de dormir, de início há dois meses, mas que vem piorando progressivamente. Refere, ainda, cansaço diurno e diz que sua dor noturna somente melhora quando ela começa a mover as pernas e a andar pelo quarto. Nega doença prévia. É independente e faz hidroginástica três vezes por semana, porém apresenta-se ansiosa e preocupada, durante a consulta. No exame físico, não são encontradas alterações. Depois de elaborada a hipótese diagnóstica, a conduta medicamentosa mais apropriada para esse caso é:
Compartilhar