Questões na prática

Pediatria

Doenças Respiratórias

Assinale a alternativa INCORRETA sobre a bronquiolite viral aguda na infância:

A
mais de metade dos casos é ocasionada pelo vírus sincicial respiratório.
B
é mais comum em meninos, especialmente que não foram amamentados ao seio.
C
costuma acompanhar-se de diarreia e vômitos.
D
a ausculta caracteristicamente revela estertores finos, com prolongamento da fase expiratória da respiração.
E
corticosteroides não são habitualmente recomendados no seu tratamento.
Menino de 4 anos de idade tem diagnóstico de anemia falciforme e é levado ao pronto-socorro com quadro agudo de febre e queda importante nos níveis de hemoglobina, caracterizado como episódio aplásico. O agente viral mais frequentemente envolvido nesses episódios, potencialmente fatais, é o:
Mulher de 20 anos vai a uma Unidade Básica de Saúde em consulta de puericultura para o filho de 2 meses. Refere que ele tem chorado diariamente devido a cólicas. Utilizou antiespasmódico pelo menos quatro vezes por semana, nas duas últimas semanas. A criança está em aleitamento materno exclusivo. O exame físico é normal. Após anamnese, o médico resolve suspender o leite de vaca da dieta materna. Esta conduta deve ser considerada:
Homem, 32 anos de idade, 67 kg e 1,70 m de altura procura unidade básica de saúde com queixa de tosse e expectoração há 4 semanas. Feita investigação diagnóstica com realização de uma radiografia de tórax e 3 baciloscopias, foi confirmado o diagnóstico de tuberculose pulmonar e iniciado tratamento com rifampicina, isoniazida, pirazinamida e etambutol: 4 cps em dose única, uma hora antes do almoço. Paciente retorna após 10 dias, queixando-se de náuseas e vômitos nos dois últimos dias. Além de sintomáticos, a conduta mais adequada para este caso seria orientar o paciente a:
Homem, 45 anos de idade, há 2 meses, apresenta dor, edema, calor e rigidez pós-repouso maior que uma hora em punhos, metacarpofalangianas bilateralmente, interfalangianas proximais bilateralmente e tornozelos. É tabagista e não etilista. Nega outras doenças. Nega sintomas em outros aparelhos. Sem outros achados ao exame físico. Traz os seguintes exames: hemograma normal, VHS = 52 mm/1ª hora; proteína C-reativa = 4,3 mg/dl e radiografia simples das mãos e punhos mostrando osteopenia periarticular em punhos e metacarpofalangianas. A melhor conduta para esse paciente é:
Compartilhar