Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Assinale (V) para alternativas VERDADEIRAS e (F) para as FALSAS: ( ) Uma gestante HIV positivo, linfócitos TCD4 + de 180 cel/mm³, que faz todas as orientações propostas e chega ao final da gestação com Carga Viral para HIV indetectável, está liberada para amamentar seu bebê. ( ) Um paciente HIV positivo em seu primeiro esquema de tratamento com antiretrovirais, assintomático, pode ser recomendado a fazer suspensões temporárias dos antirretrovirais, não implicando na eficácia do tratamento a longo prazo. ( ) Um paciente HIV positivo assintomático com TCD4+ = 500 células/mm³ e carga viral = 250.000 cópias/ml enquadra-se nos critérios de início de terapia com antirretrovirais conforme consenso brasileiro atual. ( ) Um paciente HIV positivo assintomático, com TCD4+ = 300 células/mm³ e carga viral = 50.000 cópias/ml enquadra-se nos critérios de início de terapia com antirretrovirais conforme consenso brasileiro atual. ( ) Um paciente HIV positivo, com cândida esofágica grave, TCD4+ = 190 células/mm³ e carga viral = 5.300 cópias/ml, enquadra-se nos critérios de início de terapia com antirretrovirais conforme consenso brasileiro atual. A sequência CORRETA está na alternativa:

A
V, F, F, V, V.
B
F, F, F, V, V.
C
V, F, F, F, V.
D
V, V, V, V, V.
E
F, F, V, V, V.
Paciente jovem com queixa de corrimento de odor fétido. Presença de “clue cells” no esfregaço do papanicolau. Qual o tratamento indicado?
Homem de 80 anos vai ao consultório médico referindo indisposição e hiporexia de início há três meses. Faz uso de Sinvastatina e Doxazosina para tratamento de dislipidemia, hipertensão arterial e hiperplasia prostática benigna de longa data. Fez um hemograma que mostrava: Ht 29%; VCM 82 fl; RDW 14%; série branca e plaquetária normais; e tinha um VHS de 42 mm. Ao exame clínico, estava levemente descorado e emagrecido, sem outras alterações. A causa mais provável da anemia desse paciente é
Quanto ao uso de Aspirina é CORRETO afirmar: Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. - CECIL Tratado de Medicina Interna Vol. I e II. 22ª edição - Editora Elsevier, 2005.
Paciente feminina, 82 anos de idade, branca, sem comorbidades, teve queda da própria altura há 4 meses, com fratura de colo de fêmur. Veio à consulta de rotina trazendo exames laboratoriais e raio X de tórax, com evidência de fratura de T11 e sinais de osteopenia. PTH e cálcio sérico normais; tomografia excluiu causa neoplásica. A CONDUTA CORRETA para essa paciente é:
Compartilhar