Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Neurologia

Associe os diagnósticos (coluna da esquerda) às características clínicas da dor (coluna da direita). 1- Tumor cerebral; 2- Cefaleia tensional; 3- Arterite de células gigantes; 4- Enxaqueca; 5- Cefaleia Tipo cluster. ( ) Cefaleia em faixa, de intensidade variável, mais prevalente em mulheres. ( ) Cefaleia unilateral, pulsátil, incapacitante, com duração entre 4 e 72 horas. ( ) Cefaleia orbital ou frontotemporal, constante, com início após os 60 anos, acompanhada de sintomas constitucionais. A sequência numérica correta, de cima para baixo, da coluna da direita, é:

A
2 - 1 - 5
B
2 - 4 - 3
C
3 - 4 - 1
D
4 - 1 - 3
E
4 - 5 - 1
Josias, 10 anos, chegou à emergência do IJF com quadro de edema, hipertensão arterial e hematúria. O pediatra de plantão desconfiou de uma glomerulonefrite difusa aguda pós-estreptocócica. Além do sumário de urina, que outro exame seria bastante elucidativo para esse diagnóstico?
Em relação à insuficiência renal aguda, julgue os itens a seguir e marque a opção que contém corretamente a sequência de verdadeiro (V) e falso (F). 1- oligúria não é obrigatória na IRA pré-renal; 2- na IRA hepatorrenal, proteinúria < 600 mg/dia é um critério diagnóstico obrigatório; 3- em pacientes oligúricos com excreção fracional de ureia elevada, a ressuscitação volêmica usualmente tem a capacidade de melhorar a função renal; 4- na NTA (necrose tubular aguda), o sódio urinário costuma ser < 20 meq/l; 5- na mioglobinúria e na hemoglubinúria, o uso de bicarbonato e manitol apresenta efeito benéfico na prevenção de lesão renal aguda; 6- na IRA consequente à leptospirose, a NTA e a glomerulonefrite são os dois principais mecanismos responsáveis.
Marque a resposta correta:
Paciente de 75 anos, tabagista, com doença pulmonar obstrutiva crônica, otite média crônica em tratamento com amoxacilina, hipertenso há 12 anos e diabético há 8 anos, em uso de glimeperida 4 mg/dia, metformina 850 mg/dia, amilorida 10 mg/dia, captropil 75 mg/dia, cavedilol 25 mg/dia e sinvastatina 40 mg/dia, sequelado de AVC (hemiparético à E), chega ao pronto-socorro do SUS com história de cefaleia holocraniana e constante há 9 dias; disfasia há 4 dias; náuseas, vômitos e confusão mental há 2 dias. Há 3h, apresentou crise convulsiva tonicoclônica generalizada. Apresenta ainda dispneia de repouso e ortopneia, astenia e anorexia. Nega febre. Ao exame, PA de 150/90 mmHg, FC de 68 bpm, FR de 27 ir/min, afebril, hipocorado (++/4), edema de MMII, ++/4; AR: murmúrio vesicular universalmente diminuído com estertores difusos; ACV; RCR, 3T, bulhas normofonéticas, sopro sistólico em foco aórtico de +/4; ABD; hepatomegalia a 2 cm do RCD, dolorosa e macicez móvel à percussão; Sistema nervoso: força grau III à E, desorientado, disfásico, sem sinais meníngeos. Exames complementares: leucócitos de 3.100 cél/mm3, plaquetas de 746.000, proteína c reativa de 32 mg/dl, creatinina de 1 mg/dl, sódio de 130 meq/l, potássio de 6,1 meq/l. Radiografia de tórax: presença das linhas B de Kerley e infiltrado Peri-hilar bilateral. Em relação ao caso clínico, responda: Qual a resposta correta?
Compartilhar