Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Atenção: O texto a seguir refere-se às questões 91 a 93. Um homem de 42 anos, que pesa cerca de 70 kg, encontra-se no 12º pós-operatório da última relaparotomia programada em decorrência de retroperitonite necrotizante. Tem uma fístula enterocutânea com débito de 350 mL/dia. Foi optado por manutenção da nutrição parenteral com 25-30 kcal/kg/dia e 1,6 g/kg/dia de aminoácidos. O controle com albumina, transferrina e pré-albumina séricas mostra que o paciente mantém hipoproteinemia. Próximo passo:

A
aumento da carga de carboidratos para 10 g/kg/dia
B
aumento de lipídios para 35% do total de calorias
C
adição de glutamina, 30 g/dia, para aumentar a oferta calórica
D
calorimetria indireta, para quantificar a perda proteica
E
balanço nitrogenado.
RN pré-termo limítrofe, Apgar 9 no primeiro minuto de vida, desenvolve taquipneia nas primeiras 6 horas de vida. Ao exame, observa-se taquipneia, FR = 98 ipm, saturação de O2 98%, Rx de tórax com imagem de infiltração linear a partir dos hilos, com cisurite, silhueta cardíaca normal. O diagnóstico mais provável é:
Paciente de 45 anos de idade, hipertenso, diabético, é admitido no pronto socorro em PCR (parada cardio-respiratória). Familiares relatam que o mesmo apresentou perda da consciência durante o transporte ao hospital; antes do evento, queixava-se de intensa dor precordial em opressão. Foi constatado PCR em FV (fibrilação ventricular) e iniciada RCP (reanimação cardio-pulmonar) na unidade de emergência. Após ter sido aplicado o choque inicial sem sucesso e considerada a possibilidade de administração de um fármaco para essa condição, o que se recomenda?
O sinal da dupla bolha é característico de:
Um lactente de 8 meses de idade, com suspeita de fibrose cística, pode apresentar os seguintes dados abaixo, EXCETO:
Compartilhar