Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Atendendo uma chamada de urgência na enfermaria clínica, observa-se um paciente com hematêmese franca. Após exame e manuseio inicial, com estabilização dos sinais vitais, é visto no prontuário que o mesmo realizou endoscopia digestiva alta pela manhã, tendo sido evidenciado úlcera duodenal não sangrante. Enquanto o serviço de endoscopia prepara-se para receber novamente o paciente, alguns procedimentos cabíveis podem ser realizados. Qual dos itens abaixo representa terapêutica desnecessária neste paciente?

A
Infusão endovenosa de bloqueador de bomba de prótons.
B
Passagem de sonda nasogástrica.
C
Infusão endovenosa de octreotide.
D
Passagem de sonda de Sengstaken-Blakemore.
E
Infusão endovenosa de solução cristaloide.
O sinal da “dupla bolha” na radiografia simples AP de abdome em ortostatismo é patognomônico de:
Uma família de baixa renda é constituída pelos pais e 3 filhos, de 2, 5 e 11 anos. Todos dormem em um único cômodo em sua residência. A criança de 5 anos é acometida por meningite por Pneumococo. Em relação à profilaxia, ela deve ser feita:
Gestante com asma, sem intercorrências durante o pré-natal e com 37 semanas e 1 dia de idade gestacional interna-se para cesárea eletiva. Recém-nascido masculino, peso de 2480 gramas e boletim de Apgar de 8 no 1º e 9 no 5º minuto de vida. Evolui, logo após o nascimento, com taquipneia, esforço respiratório leve e gemência, acompanhados de cianose, com necessidade de oxigênio para manter-se corado. Em relação ao caso apresentado, considere as seguintes afirmativas: 1. Síndrome de desconforto respiratório (doença de membrana hialina) é um diagnóstico a ser considerado, por ser a causa mais prevalente de desconforto respiratório do recém-nascido. 2. A taquipneia transitória do recém-nascido é um diagnóstico que deve ser considerado, já que o parto cesáreo, o sexo masculino e a idade gestacional de termo ou próximo do termo constituem-se elementos importantes para o seu diagnóstico. 3. A pneumonia neonatal congênita é um diagnóstico pouco provável, já que não há relato de febre materna, nem de ruptura prolongada de membranas ou de outros fatores de risco para infecção. 4. A síndrome de aspiração meconial é o diagnóstico mais provável nesse caso, por se tratar de um recém-nascido a termo. 5. A hipertensão pulmonar persistente faz parte do diagnóstico diferencial nesse caso, mesmo não havendo antecedentes de asfixia perinatal. Assinale a alternativa correta.
A escolha da terapia mais eficaz para o câncer de próstata, em estágio inicial, deve considerar os seguintes fatores:
Compartilhar