Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

R.A.J.A.B. 28 anos, GIIIPIAI, com data da última menstruação em 20 de abril do corrente ano, possui antecedente de um abortamento espontâneo com 9 semanas e um natimorto na 37ª semana de gravidez. Realizou ultrassonografia transvaginal em 2 de junho demonstrando gestação tópica, com feto único com biometria compatível com 11 semanas e um dia. Foi encaminhada ao Hospital Universitário por apresentar teste de Coombs indireto 1/32. Nesta situação, a melhor conduta é:

A
Efetuar estudo dopplervelocimétrico da artéria cerebral média e caso o pico da velocidade sistólica for inferior a 1,5 múltiplos da mediana, interromper a gestação.
B
Efetuar estudo dopplervelocimétrico da artéria cerebral média e caso o pico da velocidade sistólica for superior a 1,5 múltiplos da média, interromper a gestação.
C
Realizar cordocentese para avaliação da anemia fetal.
D
Realizar amniocentese e espectrofotometria do líquido amniótico, conforme o gráfico de Liley, interromper a gestação.
E
Interromper a gestação.
RN nascido a termo é encaminhado para o exame e acompanhamento neonatal de rotina. Antes da alta, foi feita pesquisa do reflexo vermelho (teste do reflexo de Bruckner ou teste do olhinho), cujo resultado pode ser visto na figura. (VER IMAGEM) A respeito do possível diagnóstico após o teste, é FALSO afirmar que:
Mulher de 24 anos apresenta amenorreia há seis meses, sem outras queixas. Refere menarca aos 14 anos, com ciclos regulares até um ano atrás, quando os intervalos começaram a ficar longos. Nunca engravidou. Nega doenças associadas ou uso de medicações. Nega ganho de peso, queda de cabelo, acne ou aumento de pelos. Nega tabagismo. Não pratica atividade física. Ao exame físico, apresenta: altura = 1,50 m, peso = 54,0 kg, PA = 110 x 70 mmHg, mamas sem alterações, abdome indolor à palpação e órgãos genitais externos com pilificação adequada. Ao exame especular, colo uterino epitelizado e secreção vaginal fisiológica. Na investigação diagnóstica, apresentou os seguintes resultados: (VER IMAGEM). Diante do quadro exposto, a melhor conduta é:
T.S.J., 38 anos, trabalhando há 9 anos em indústria metalúrgica como supervisor de controle de qualidade, apresenta em consulta com otorrinolaringologista queixa de zumbido e dificuldade auditiva há 20 anos em orelha esquerda, com agravamento dos sintomas há 8 meses. Considerando o audiograma abaixo, assinale a alternativa CORRETA: (VER IMAGEM)
Analise a figura do teste de Rinne reproduzida abaixo, em que a condução aérea dura mais tempo do que a condução óssea, e considere as condições clínicas associadas à hipoacusia.I - Exposição sustentada a ruído; II - Uso de fármacos ototóxicos; III -Tumor do 8º nervo craniano. Quais delas podem ser a causa da perda auditiva neste caso? ( Conforme imagem do caderno de questões)
Compartilhar