Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Cardiomiopatia dilatada É:

A
doença secundária do músculo cardíaco
B
dilatação de um ou ambos os ventrículos, acompanhada por disfunção diastólica
C
disfunção de um ou ambos ventrículos podendo desencadear insuiciência cardíaca, arritmia e óbito
D
doença do músculo cardíaco com redução do número de receptores alfa adrenérgicos
E
doença cardíaca que apresenta hipoatividade vascular e anormalidades do sistema nervoso para-simpático
A NPT (nutrição parenteral total) NÃO é indicada em:
Mulher de 23 anos, usuária de cocaína IV, chega à emergência sonolenta, desorientada, taquipneica, com febre alta, dor pleurítica bilateral e tosse produtiva com expectoração sanguino-purulenta há 3 dias. Qual dos seguintes diagnósticos pode justificar o quadro acima?
Primigesta, 22 semanas, que acaba de iniciar seu pré-natal, foi encaminhada para avaliação morfológica fetal ultrassonográfica por apresentar altura uterina de 19 cm. Ao exame notou-se feto único vivo, pélvico, com peso estimado de 405g, anidramnia, bexiga distendida com paredes espessadas, dolicomegaureter bilateral e dilatação de uretra proximal (sinal do “dedo de luva”), sem outros achados. Sobre este caso, pode-se afirmar:
Criança atópica, apresentando lesões disseminadas na pele, assintomáticas, com evolução de três meses, descritas como pápulas com dimensões de 1 a 2 mm, discretamente translúcidas, e algumas umbilicadas. O diagnóstico mais provável é:
Compartilhar