Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Cardiomiopatia dilatada é:

A
Doença secundária do músculo cardíaco.
B
Dilatação de um ou ambos os ventrículos, acompanhada por disfunção diastólica.
C
Disfunção de um ou ambos ventrículos podendo desencadear insuficiência cardíaca, arritmia e óbito.
D
doença do músculo cardíaco com redução do número de receptores alfa adrenérgicos.
E
Doença cardíaca que apresenta hipoatividade vascular e anormalidades do sistema nervoso parassimpático.
Mulher de 33 anos, secretária de uma empresa, com história familiar de câncer de reto, veio à consulta com queixa de dor severa em ardência às evacuações com duração aproximada de 3 meses, acompanhada de sangramento anal "vivo", mas discreto, percebido no papel higiênico. Relatou haver, eventualmente, secreção mucosa na roupa íntima e períodos de constipação. Ao exame físico, identificou-se área de ulceração anal linear, em linha média posterior, acompanhada de uma saliente protuberância externa de pele. Ao toque retal, que foi doloroso, constatou-se uma lesão de consistência firme em linha média posterior, localizada na altura da linha pectínea, medindo cerca de 8 mm. Em relação ao quadro clínico, assinale a assertiva CORRETA:
Na radiografia abdominal simples do recém-nascido, a imagem de dupla bolha gasosa sugere o diagnóstico de:
Os tumores benignos hepáticos cada vez são mais diagnosticados. Assinale a afirmativa correta:
Vem para ser atendida na Unidade de Saúde a Sra. Monalisa de 43 anos, casada, cabeleireira do bairro. Queixa-se de batedeira no peito há dois dias. Apresenta freqüência cardíaca de 120 bpm, PA = 140x100 mm Hg, ausculta cardíaca: ritmo regular, dois tempos, sem sopro e sem desdobramentos. Queixa-se de poliúria no período dos sintomas e insônia nos últimos dois meses. Relata que é o quarto episódio no ano e que acontece quando tem problemas para resolver no trabalho. O diagnóstico mais provável é:
Compartilhar