Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Carolina, 75 anos, obesa, mora em casa geriátrica. É trazida à Emergência por sua filha com diarreia e letargia. Estava bem até há quatro dias quando iniciou diarreia líquida, que não melhorou com loperamida e evoluiu com sangue em 24 horas. Duas senhoras da casa geriátrica apresentaram quadro semelhante. Nega uso de medicamentos. Exame físico: sonolenta, desidratada e identifica a filha; hipocorada (3+/4), ictérica (+4), fraqueza nos membros. Abdome depressível e doloroso difusamente, com peristalse aumentada. O exame neurológico não mostra alterações focais. Exames laboratoriais: hematócrito 25%; plaquetas 67.000/mm³; glicose 700 mg/dL; ureia 60 mg/dLI; creatina 3,5 mg/dLI; K+ 4,0 mEq/L. Na 128 mEq/I, bilirrubinas totais 3 mg/dL; bilirrubina indireta 2,0 mg/dL. Exame de fezes: sangue e leucócitos. O provável diagnóstico e o agente etiológico são, respectivamente, síndrome:

A
Séptica; Pseudomonas aeruginosa
B
Guillain Barré; Campylobacter
C
Hemolítico-urêmica; Escherichia coli
D
Choque tóxico; Staphylococcus aureus
Paciente com colecistite crônica deverá ser submetido à colecistectomia. Na consulta pré-anestésica, o paciente fica sabendo que o seu risco cirúrgico é classificado como ASA II, qual o significado deste risco cirúrgico?
No que se refere à hipoglicemia em diabéticos, verifique as seguintes afirmações: I - Nos pacientes com níveis glicêmicos cronicamente elevados, as manifestações de hipoglicemia ocorrem em concentrações de glicose plasmática acima de 75 mg/dL. II - No diabetes tipo 1, a secreção de glucagon, em resposta à hipoglicemia, é diminuída. III - A maior depuração da insulina na insuficiência renal é fator de risco para a hipoglicemia iatrogênica relacionada à insulina. Assinale a alternativa correta:
Paciente de 40 anos, submetida há 2 anos à cirurgia de obesidade, refere perda de 35 kg nesse período. Não informa o tipo de cirurgia e não realizou acompanhamento pós-cirúrgico com a equipe que a operou. Vem à consulta com queixas de fraqueza muscular e sensação de parestesia de extremidades. Qual o diagnóstico mais provável?
Escolar de 7 anos apresenta boa evolução clínica durante o tratamento hospitalar de pneumonia comunitária com uso de penicilina cristalina. No quinto dia de tratamento, o antibiograma mostra cepa resistente de pneumococo, pelo disco de oxacilina. Qual a conduta mais adequada nesse caso?
Compartilhar