Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Casal com aids, em tratamento, leva os filhos gêmeos de quatro anos para vacinação, um deles não infectado pelo HIV. O esquema vacinal contra poliomielite a ser administrado é:

A
vacina de vírus atenuada para a criança infectada e inativada para a criança não infectada.
B
ambos devem receber vacina atenuada.
C
ambos devem receber vacina inativada contra poliomielite.
D
só aplicar vacina se a criança infectada não estiver imunodeprimida.
E
vacina com vírus atenuada para a criança não infectada e vacina inativada para a criança infectada.
Paciente do sexo feminino, 73 anos, comparece à consulta médica, informando que durante o último ano apresentou perda espontânea de 5 kg. Afirma que está inapetente e que observou dificuldade crescente para realizar atividades habituais como subir no ônibus ou levantar-se da cadeira. Relata grande fadiga. Nega humor deprimido ou anedonia. Ao exame físico, nota-se redução da força muscular, medida através da força de preensão palmar. A paciente afirma que passou por diversos médicos sem receber um diagnóstico preciso. Traz vários exames realizados que se mostraram normais. O diagnóstico mais provável para a paciente é:
Lactente masculino nasceu na 40ª semana de gestação com peso = 3.100 g, comprimento = 50 cm e Perímetro Cefálico (PC) = 34 cm. Apresentando crescimento e desenvolvimento normais. Assim, aos 9 meses deve apresentar:
Mãe comparece ao Ambulatório Araújo Lima da UFAM com lactente de dois meses apresentando há um mês estridor inspiratório que piora com decúbito dorsal. Qual o provável diagnóstico?
Lactente, 4 meses, amamentada ao seio materno, apresenta dificuldade de sucção. É constipada, não sustenta a cabeça, não sorri e dorme muito. Nasceu de parto domiciliar, não realizou testes neonatais de triagem nem vacinas. O peso de nascimento foi em torno de 4 kg, teve icterícia na face e tronco durante todo o 1° mês de vida, mas não foi tratada. Ao exame, a pele é fria e seca, a boca entreaberta, a fontanela anterior ampla; está hipoativa, hipotônica, e apresenta hérnia umbilical de 2 cm de diâmetro. Qual a hipótese diagnóstica mais provável para esta criança?
Compartilhar