Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Cetoacidose diabética é uma patologia frequente no serviço de emergência. Podemos afirmar que cursa sempre com:

A
anion gap baixo
B
pH sanguíneo dentro dos limites da normalidade
C
cetonúria
D
valor corporal total de sódio sempre alto
E
valor corporal total de potássio sempre alto
Com relação à anestesia local podemos afirmar, exceto:
No contexto de profilaxia passiva de hepatite viral a aplicação de imunoglobulina:
A respeito da infecção de urina e de vias urinárias, é correto afirmar:
Um paciente de 35 anos procura o pronto-socorro com queixa de dor epigástrica intensa, distensão abdominal e vômitos. Está febril (temperatura axilar = 38 °C), taquicárdico (frequência cardíaca = 105 batimentos por minuto) e taquipneico (frequência respiratória = 24 incursões por minuto). O abdome está distendido e sem sinais de irritação peritoneal. Amilase: 1790 U/L. APACHE II: 25. Além das medidas habituais de reanimação, no terceiro dia de evolução é feita tomografia computadorizada de abdome que mostra necrose de 35% do parênquima pancreático. Melhor abordagem terapêutica neste momento, além de continuar com o suporte clínico intensivo:
Compartilhar