Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Cícero, 50 anos, foi internado com história de edema generalizado há 4 meses. Negava dispnéia ou icterícia. Vinha trabalhando normalmente. Ao exame físico, demonstrava anasarca, corado, anictérico, PA=130/80 mmHg, FC=84 bpm. Sem sinais de congestão pulmonar ou de insuficiência cardíaca. No dia 4 de internação apresentou forte dor em hemitórax direito acompanhada de dipneia, cianose, PA=90/70 mmHg e FC=120 bpm. O Rx de tórax estava normal. As condutas para o esclarecimento diagnóstico do evento agudo e da doença de base são respectivamente:

A
arteriografia pulmonar e biópsia hepática
B
mapeamento pulmonar ventilação/perfusão e ecocardiograma
C
TC de tórax e biópsia renal
D
mapeamento pulmonar ventilação/perfusão e proteinúria de 24 horas
E
arteriografia pulmonar e biópsia renal
A hipertensão arterial pulmonar pode ser causada por:
Em relação à faringoamigdalite bacteriana (estreptocócica), qual das alternativas abaixo não é característica da doença em crianças?
Um homem com 60 anos de idade vai ao posto de saúde queixando-se de dores no ombro. Após o exame clínico, o médico suspeita que possa tratar-se de uma bursite no ombro. Qual das opções é a que se associa de forma mais frequente à bursite no ombro?
Diante de um paciente com instabilidade hemodinâmica e monitorização invasiva, o achado de: débito cardíaco baixo, pressão média de artéria pulmonar ocluída elevada, resistência vascular sistêmica elevada e pressão de átrio direito elevada, é compatível com o diagnóstico de:
Compartilhar