Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Hepatologia

Com relação à anastomose espleno-renal distal para tratamento da hipertensão portal pode-se afirmar que:

A
pode ser utilizada em doentes com hipertensão portal de origem cirrótica desde que sejam classificados como Child C.
B
nos doentes esquistossomóticos é comum a ocorrência de encefalopatia hepática no período pós-operatório.
C
a anastomose é feita entre a veia esplênica (terço proximal) e a artéria renal esquerda.
D
na hipertensão portal de origem esquistossomótica constitui-se no método cirúrgico que apresenta melhores resultados.
E
a anastomose é feita entre a veia esplênica (terço distal) e a veia renal direita.
Uma multípara de 45 anos está grávida de 32 semanas. É hipertensa crônica e usa metildopa 2g ao dia. Chega ao hospital queixando-se de cefaléia intensa, escotomas, epigastralgia e tontura. Ao exame físico: edema generalizado, PA: 185X115 mmHg, BCF 158bpm, sem contrações uterinas. A melhor conduta será:
Com relação aos antimicrobianos, assinale a afirmativa incorreta:
Assinale a opção que descreve a “Síndrome da embolia gordurosa”.
Segundo Framinghan qual dos critérios abaixo é considerado menor para diagnóstico de insuficiência cardíaca?
Compartilhar