Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Hepatologia

Com relação à anastomose espleno-renal distal para tratamento da hipertensão portal pode-se afirmar que:

A
pode ser utilizada em doentes com hipertensão portal de origem cirrótica desde que sejam classificados como Child C.
B
nos doentes esquistossomóticos é comum a ocorrência de encefalopatia hepática no período pós-operatório.
C
a anastomose é feita entre a veia esplênica (terço proximal) e a artéria renal esquerda.
D
na hipertensão portal de origem esquistossomótica constitui-se no método cirúrgico que apresenta melhores resultados.
E
a anastomose é feita entre a veia esplênica (terço distal) e a veia renal direita.
Pré-escolar apresentando palidez, sangramento retal moderado, dor abdominal com lesões hipercrômicas eritematopapulosas em nádegas e membros. Exames complementares: Hemograma - discreta leucocitose, hematócrito 28, plaquetas normais. Dentre as hipóteses diagnósticas mais prováveis:
Lesão ocular que pode se estender além do globo ocular, através do nervo óptico, para o espaço subaracnóideo e para o cérebro. Apresenta reflexo do “olho de gato”:
No tratamento da insuficiência cardíaca sistólica descompensada, qual dos fármacos abaixo não deve fazer parte da terapêutica inicial?
A respeito do choque, assinale a alternativa correta:
Compartilhar