Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Nefrologia

Hepatologia

Com relação à hepatite B, qual das afirmativas abaixo se encontra incorreta?

A
Seu agente causador é um vírus ADN, diferente da hepatite A que é ARN
B
Na maioria dos casos de hepatite B aguda, a infecção é autolimitada e seguida de imunidade, e apenas raramente leva à hepatopatia crônica
C
Após a fase aguda da doença pode haver um período entre o desaparecimento do HBsAg e o aparecimento do Anti-HBs (“janela imunológica”), em que o único marcador presente é o Anti-HBc
D
Casos de Anti-HBsAg e Anti-HBeAg positivos tendem evoluir para cronicidade
E
Manifestações extra-hepáticas, como glomerulonefrite e vasculite podem ocorrer sem hepatopatia aparente
Com relação a abdome agudo, como apendicite aguda e divertículo de Meckel, indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmativas abaixo. ( ) Uma mulher com o teste hormonal de gravidez negativo pode apresentar gravidez ectópica; ( ) A presença de apendicólitos (coprolitos), líquido e massa periapendicular são achados sugestivos de apendicite aos exames de ultrassom ou de tomografia; ( ) 60% dos tumores carcinoides ocorrem no apêndice e 0,03% das apendicectomias revelam a presença acidental de carcinoide; ( ) Se o tumor for maior que 2 cm ou envolver a base do apêndice, a hemicolectomia D é necessária; ( ) Divertículo de Meckel é resquício do conduto onfalomesentérico e pode conter mucosa gástrica ectópica. É encontrado em 2% da população, 2 feet (60 cm) acima da válvula ileocecal. Pode inflamar em 2% dos pacientes. Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA, de cima para baixo.
Lactente, masculino, 33 dias de vida, é trazido para avaliação no Pronto Socorro Pediátrico devido vômitos alimentares, em jato, progressivamente mais intensos, com perda de peso intensa apesar de apetite voraz. Ao exame abdominal observa-se distensão epigástrica com ondas peristálticas visíveis, porém, dada a irritabilidade e agitação da criança, não foi possível a realização de palpação abdominal adequada. Diante do quadro clínico descrito, qual a hipótese diagnóstica inicial mais provável?
Paciente em sétimo dia de pós-operatório de tireoidectomia total, retorna à consulta ambulatorial referindo alteração de voz. A avaliação fonoaudiológica identificou dificuldade de emissão dos sons agudos. Esta complicação cirúrgica é decorrente de:
Logo após a indução da anestesia geral para redução de fratura de fêmur, um paciente sob ventilação mecânica apresenta queda progressiva no valor da capnometria. Qual é a causa mais provável?
Compartilhar