Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Obstetrícia

Hepatologia

Com relação à hepatite B em gestantes é CORRETO afirmar que:

A
A gestação favorece o aparecimento da infecção e agrava o curso da doença.
B
O diagnóstico diferencial deve ser feito com icterícia colestática, colelitíase, síndrome HELLP, fígado gorduroso agudo da gestação e farmacotoxicidade.
C
Os neonatos infectados pelo vírus têm 30% de chance de se tornarem portadores crônicos.
D
Se o rastreamento no pré-natal com o HBsAg for positivo, os recém nascidos devem receber apenas a imunoglobulina imediatamente após o nascimento.
Em recém-nascidos e lactentes com leucocoria, os seguintes diagnósticos diferenciais NÃO devem ser considerados:
Qual das cardiopatias congênitas não produz sobrecarga de volume?
Uma mulher, com 45 anos de idade e diagnóstico de cirrose hepática, queixa-se de dor abdominal e tem indicação para colecistectomia. Apresenta alterações em coagulograma, e está indicada a transfusão de plasma fresco, para minimizar os riscos de sangramento cirúrgico, o melhor momento para essa transfusão é:
Com relação ao Delirium, marque a alternativa CORRETA: I - É um transtorno transitório e benigno e não altera o prognóstico do paciente. II - Pode ser a única manifestação de doenças potencialmente fatais. III - Apresenta flutuações da cognição no período de horas ou dias. IV - O diagnóstico de Delirium é feito através de exames laboratoriais, culturas, sendo necessário em alguns casos a realização de Tomografia Computadorizada de Crânio. V - A fisiopatologia do Delirium provavelmente está relacionada à depleção de Dopamina e elevação dos níveis de acetilcolina.VI - O tratamento consiste na abordagem dos sintomas neuropsiquiátricos com drogas antipsicóticas.
Compartilhar