Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Nefrologia

Em pacientes recebendo suporte renal com diálise na UTI, assinale a alternativa INCORRETA.

A
Se uma correção rápida de volume estiver indicada, uma forma de tratamento de reposição renal contínuo é uma alternativa melhor que a hemodiálise convencional.
B
Em pacientes hemodinamicamente instáveis, diálise peritoneal é uma alternativa segura.
C
No paciente hipercatabólico e com grandes necessidades de volume, uma forma de tratamento de reposição renal contínuo é mais apropriado que a hemodiálise convencional.
D
Hemodiálise é mais apropriada que uma forma de tratamento de reposição renal contínuo para remoção de drogas e/ou toxinas.
E
Hipotensão arterial durante a diálise é principalmente um problema relacionado com a volemia.
Homem de 48 anos procura atendimento com relato de desconforto em hipocôndrio direito, escurecimento da urina e progressiva coloração da pele e dos olhos. Vem notando também insônia, sonolência diurna e tremores. Ao exame nota-se icterícia e fígado palpável a 4 cm do rebordo costal direito. Admite-se ser um bebedor crônico de alcoólicos e que na ultima semana vem fazendo uso de volumes muito superiores aos costumeiros. Refere diagnóstico anterior de colelitíase e uso atual de “remédio de ervas chinesas”. A avaliação laboratorial revelou bilirrubina total de 8,7mg% com bilirrubina direta de 6,8mg%, TGO de 320U/L e TGP de 140U/L, gama GT de 391U/L e RNI de 1,4. Com estes exames iniciais, que diagnóstico pode ser descartado com maior grau de certeza?
Mulher de 30 anos, sem doenças prévias, procura Pronto-Socorro de um hospital escola com quadro de diarreia aguda. O médico preceptor pediu aos 4 alunos que o acompanhavam que correlacionassem os aspectos epidemiologicos, clínicos e laboratorias com a provável etologia do quadro. O único aluno que ERROU disse que:
<P>Uma mulher de 31 anos apresenta quadro clínico sugestivo de pielonefrite. Sedimento urinário mostrou piúria e a urocultura crescimento de 10³ unidades formadoras de colônia/ml de Proteus mirabilis. A presença deste germe faz suspeitar de: </P>
Pré-escolar, 3 anos e 6 meses, é levado ao ambulatório com história de febre há 3 semanas associada à dor intensa em membro inferior direito, sem relato de trauma local. Ao exame físico, apresenta palidez cutâneo-mucosa, linfonodomegalia cervical indolor medindo cerca de 2 cm e esplenomegalia. O hemograma revelou anemia, leucopenia e plaquetopenia. A principal hipótese diagnóstica, neste caso, é:
Compartilhar