Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Com relação ao descolamento prematuro de placenta (DPP), dentre as causas traumáticas internas, assinale a INCORRETA:

A
Cordão curto.
B
Escoamento rápido de polidrâmnio.
C
Movimentos fetais excessivos.
D
Retração uterina após o parto do primeiro gemelar.
E
Hipotonia uterina.
Mulher de 55 anos, etilista de longa data, é admitida na enfermaria da clínica médica com diagnóstico de pneumonia lobar. A paciente apresentou melhora após 36 horas de internação, basicamente com hidratação adequada e antibioticoterapia parenteral. Porém, evoluiu com importante agitação, confusão mental, dor torácica e alucinações caracterizadas por cobras e aranhas rastejando pelas paredes e balões amarrados na sua cabeceira. Ao exame físico: PA de 170 x 100 mmHg; pulso de 140 bpm e sudorese importante. Isso considerado, a paciente deve ser tratada com:
Paciente de sessenta anos de idade, com mãe falecida de câncer de mama, apresenta tumor mamário com descarga papilar serosa espontânea. Qual a melhor orientação para o diagnóstico?
Na avaliação da eficácia das ventilações bolsa-valva-máscara na criança é mais útil:
Mulher, 75 anos de idade, com doença de Alzheimer, em ambiente asilar, com incontinência esfincteriana prévia, vem há dois dias com agitação psicomotora intercalada por períodos de sonolência. Não teve diarreia e a temperatura medida pela cuidadora foi de 37,8°C. Ao exame físico, apresenta- se sem rigidez nucal, sem sinais de localização, PR: 108 bpm, FR: 21 ipm, ausculta cardiorrespiratória evidenciando discretos crépitos inspiratórios e expiratórios em base, sem variação com a tosse. Abdome flácido, indolor. A investigação deve começar por:
Compartilhar