Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Com relação ao tratamento cirúrgico da obesidade mórbida, assinale a alternativa INCORRETA.

A
Paciente com IMC > 40 ou IMC > 35 associado a comorbidades preenche critérios para cirurgia bariátrica.
B
Dependência de drogas e transtornos psiquiátricos severos são contraindicações ao tratamento cirúrgico da obesidade mórbida.
C
A abordagem do paciente obeso mórbido deve ser multidisciplinar, envolvendo médicos, enfermeiras, nutricionistas e fisioterapeutas.
D
Nos procedimentos disabsortivos, deve-se realizar colecistectomia nos casos de colelitíase confirmada, já que seu aparecimento é raro nessa situação.
E
As técnicas que mostram melhores resultados em relação ao risco/benefício são as que associam o procedimento restritivo ao disabsortivo.
Assistência adequada ao parto é fundamental para o bom prognóstico materno-fetal. Acerca desse assunto julgue o item que se segue. A verificação de mecônio no período expulsivo, mesmo na ausência de sinais de asfixia fetal com desaceleração tardia, é indicativo de sofrimento fetal e exige conduta intervencionista imediata.
No item subsequente, é apresentada uma situação hipotética acerca de pediatria neonatal, seguida de uma assertiva a ser julgada. Um neonato vigoroso foi classificado como a termo e pequeno para a idade gestacional. Na história clínica materna, a única observação digna de nota era que a mãe estava abaixo do percentil 3 da curva de peso para a idade gestacional. Foi acolhido no alojamento conjunto há sexta hora após o nascimento. Com doze horas de vida, a criança não estava sugando bem, apresentava cianose perioral, sudorese e tremores finos de extremidades. Nessa situação, o diagnóstico mais provável é de hipocalcemia neonatal precoce.
Adolescente masculino, com 16 anos e 6 meses de idade, refere aumento de peso há 7 anos com deposição de gordura em giba dorsal, abdome e membros. Apresenta ingestão alimentar excessiva e atividade física ausente. Pais e irmãos são obesos. Exame físico: Peso = 114,3 kg, estatura = 165 cm, IMC (índice de massa corporal) = 42 kg/m² (percentil 95 da curva de IMC para idade e sexo equivalente a 28 kg/m²), níveis pressóricos normais, desenvolvimento pubertário segundo os critérios de Tanner G (genital) 4 e P (pelos) 5, acantose nigricans em nuca e axila, lipomastia, estrias nacaradas em braços, coxas e região lombar. Restante do exame sem alterações. Pode-se afirmar que:
A distribuição das lesões de escabiose em lactentes ocorre predominantemente em:
Compartilhar