Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Com relação aos sinais abaixo relacionados, assinale a ERRADA:

A
Sinal de Jacques-Kluge é a visualização de uma coloração arroxeada do vestíbulo e da parede vaginal anterior após a oitava semana de gestação.
B
O Sinal de Piskacek corresponde à assimetria uterina observada ao toque no início da gravidez.
C
O Sinal de Negri é a presença do útero nos fundos de saco laterais, mostrando sua transformação de piriforme para globoso.
D
Sinal de Puzos é a comprovação da sensação de rechaço que se tem quando se pressiona, bruscamente, o saco anterior. O concepto rechaçado eleva-se e desce lentamente até ser sentido pelos dedos vaginais .
E
O Sinal de Spalding é o cavalgamento dos ossos do crânio visto por exames radiológicos .
Recém-nascido com 48 horas de vida, idade gestacional de 31 semanas, peso de 1.500 gramas, apresenta três episódios de pausa respiratória, cada um de 20 a 25 segundos de duração. Nestes três episódios, a frequência cardíaca caiu de 140 para 100 bpm, a criança permaneceu sem movimentação e com oximetria de 75 %. Entre os episódios, entretanto, o bebê apresenta atividade normal, frequência respiratória 50 mpm. A dosagem de glicose no sangue é de 50 mg/dl e o cálcio sérico é 8 mg/dl. Os episódios de pausa respiratória da criança são provavelmente por:
Homem, com 60 anos, afrodescendente, apresenta anemia, pneumonia bacteriana de repetição, do lombar e osteopenia difusa com fratura patológica de corpos vertebrais. Foi detectada ainda uma insuficiência renal com proteína de Bence Jones no sedimento urinário. Aponte a hipótese diagnóstica mais provável para o caso:
Um lactente de 45 dias, sexo masculino, pesando 3.500 g, aleitamento materno exclusivo, procura serviço médico e os pais referem quadro de vômitos não biliosos repetidos pós-alimentares há 3 semanas, negando febre ou outros sintomas. Ao exame físico, o lactente encontra-se hipoativo, peso de 3.550 g, com desidratação moderada, e é possível perceber pequena tumoração à palpação abdominal do epigástrio. Diante desse quadro, a hipótese mais provável, o exame complementar mais adequado e o tratamento são, respectivamente:
O tratamento do choque consiste em restabelecer o balanço entre oferta e consumo de oxigênio. Deve-se garantir oxigenação e ventilação adequadas a todos os pacientes e infundir volume de forma agressiva. Se na fase de expansão volumétrica o paciente apresentar estertoração pulmonar, hepatomegalia e piora da taquicardia, o tipo de choque a se pensar é:
Compartilhar