Questões na prática

Clínica Médica

Dermatologia

Com respeito às dermatopatias, marque a alternativa CORRETA:

A
A dermatite de estase costuma se desenvolver no 1/3 superior das pernas, em situação de estase venosa, podendo evoluir para ulceração
B
A localização mais comum da dermatite seborreica é no couro cabeludo, levando aos aparecimento de escamas graxas, popularizadas como “caspas”.
C
A candidíase é uma situação benigna, sem riscos de evoluir para situações de risco de vida. Seu tratamento é com nistatina tópica.
D
Na acne vulgar o uso de agente descamativos locais como o ácido salicílico não produz efeito terapêutico significativo.
E
A fitofotodermatose ocorre tanto em áreas expostas como cobertas.
Mulher de 35 anos comparece pela sexta vez, no intervalo de dois meses, à consulta com seu médico de família e comunidade com queixa de dor torácica em pontadas que piorava com estresse emocional e melhorava com massagem local com cânfora. Havia abandonado o emprego como diarista, pois as dores eram intensas. A paciente apresentava, como histórico, queixas de dor muscular generalizada, artralgias, dor torácica em pontadas, disúria, diarreia, sensação de plenitude gástrica, irregularidade menstrual, fraqueza de membros inferiores e amnésias. Apresentou receitas médicas com prescrição de paracetamol, omeprazol e soro de reidratação oral. Os sintomas e sinais iniciaram-se há oito anos com piora progressiva. O exame clínico, os exames laboratoriais, o ECG e a radiografia de tórax não apresentavam alterações dignas de nota. Levou à consulta uma tomografia computadorizada de crânio (realizada após consulta com neurologista através do plano de saúde, há três meses) considerada normal. Apesar de exames sem alterações, o médico ficou confuso e irritado, pois a paciente e sua família estavam em real sofrimento psíquico com o quadro e cobraram um “diagnóstico e tratamento”. Qual a hipótese diagnóstica mais provável no caso acima?
Em relação a depressão, pode-se afirmar que:
Segundo a 10ª Edição da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), são critérios para definir a dependência de uma substância, EXCETO:
A Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP) é uma doença sistêmica que se desenvolve nas artérias periféricas ao longo de décadas. Piora com o avançar da idade e promove limitação funcional. Está associada a alto risco de morbimortalidade cardiovascular. Ocorre mais frequentemente nos membros inferiores, e sua principal causa é a aterosclerose. A prevalência da doença, baseada em testes objetivos de vários estudos epidemiológicos, varia entre 3% a 10%, aumentando para 15% a 20% em pessoas acima de 70 anos. Qual o fator de risco está mais relacionado a esta afecção?
Compartilhar