Questões na prática

Pediatria

Doenças Respiratórias

Considerando as doenças das vias respiratórias altas, assinale a alternativa incorreta:

A
A mastoidite aguda é uma complicação grave da otite média aguda.
B
A epiglotite é causada geralmente pelo Haemophilus influenzae tipo B e incide principalmente durante a adolescência.
C
Os grupos de maior risco para desenvolverem a sinusite são: meninos, crianças com infecções respiratórias superiores frequentes e/ou alergia respiratória.
D
A laringotraqueomalácia é a causa mais frequente de estridor laríngeo congênito.
São manifestações típicas em pacientes com tamponamento cardíaco, EXCETO:
Homem, 18 anos, andando de bicicleta e segurando-se na traseira de caminhão, é jogado a 8 m de distância. Ao chegar à Emergência, apresenta respiração ruidosa e sangramento oral por múltiplas lesões faciais. Sua coluna cervical é então estabilizada, mas a colocação de máscara facial com reservatório a 10 L/min de oxigênio não proporciona melhora clínica. Devido ao sangramento e ao trauma facial não é possível a intubação orotraqueal. O paciente, que estava letárgico, faz apneia. O melhor procedimento para garantir a perviedade das vias aéreas é:
Considere o caso de um paciente de 52 anos de idade com queixas de dor epigástrica em queimação há 6 meses e que apresenta pioras nas últimas semanas, tendo sido submetido à endoscopia digestiva alta. Com relação a esse caso, assinale a opção correta.
Um homem de 52 anos de idade recorreu ao pronto-socorro de um hospital geral, queixando-se de intensa dor epigástrica com irradiação para região dorsal e vômitos que tiveram início cerca de 10 horas após o almoço. A avaliação clínica mostrou frequência cardíaca de 112 bpm, pressão arterial de 110 mmHg x 75 mmHg. Os exames cardiovasculares e respiratórios não apresentam alterações. O exame do abdome mostrou ruídos hidroaéreos normais, moderada dor na região epigástrica, ausência de hepatoesplenomegalia, ausência dos sinais de Cullen de Blumberg de Jobert de Giordano e de Torres Homem. A avaliação laboratorial mostrou 16.500 leucocitos/mm³, hematócrito de 48% no hemograma, amilase sérica - 1.520 unidades por litro (U/L) - valores de referência: 20-125 U/L - lipase sérica = 2.800 U/L (valores de referência: 20-125 U/L), transaminase pirúvica = 180 U/L (valores de referência: 10-40 U/L), cálcio sérico, albumina, trigliceridios, eletrólitos, ureia e creatinina dentro da normalidade. O eletrocardiograma convencional mostrou apenas taquicardia sinusal. No quadro clínico descrito no texto, a ausência de peritonite pode ser clinicamente inferida, pois não está presente o sinal de:
Compartilhar