Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Considerando o quadro clínico de um paciente de 35 anos de idade, com sintomas de pirose há 8 anos e que há 6 meses passou a apresentar regurgitação, assinale a opção correta.

A
A pirose é definida como dor do tipo queimação em região epigástrica.
B
Caso o diagnóstico seja de doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), a monitorização do pH na junção esofagogástrica é o 1º exame a ser solicitado.
C
Esse paciente poderá ser submetido à manometria do esôfago, e a conduta terapêutica será definida em função das informações funcionais dos esfíncteres esofágicos superior e inferior.
D
Se houver indicação cirúrgica para tratamento de DRGE, a cardiomiotomia seguida de fundoplicatura será procedimento cirúrgico de escolha.
E
Caso a regurgitação desse paciente seja de alimentos não digeridos, ele pode ser portador de uma divertículo esofágico.
Na visão analítica, o sofrimento mental que pode ser prevenido na vida adulta do concepto por meio do planejamento familiar, de cuidados afetivos à gestante, de assistência afetiva ao parto, ao puerpério e à relação mãe-bebê nas primeiras semanas de vida, refere-se à:
O cisto pilonidal é uma das patologias mais comum em homens hirsutos. Cisto esse que tem origem na região pré-sacral, no sulco interglúteo, sendo causa de processos infecciosos recorrentes na região, com drenagem de secreção purulenta espontânea e formação de um ou mais trajetos fistulosos. Essa doença ficou conhecida e foi descrita na segunda guerra mundial como:
Durante o seu trabalho na unidade básica de saúde, você é contatado de emergência em virtude de um acidente: uma mulher de 35 anos acaba de ser atacada por um cão da raça pitbull, que resultou em mordeduras profundas nas mãos e antebraços. As pessoas que vieram ao seu socorro conseguiram conter o animal com pauladas. Desde então, o animal está desaparecido. No atendimento, você constata várias lesões inciso-contusas nas mãos e antebraços, algumas delas ultrapassando o tecido celular subcutâneo, bem próximas aos tendões das mãos e à articulação do cotovelo. O dono do pitbull, intimado a prestar esclarecimentos, alega que o cão é saudável, bem cuidado e vacinado anualmente contra a raiva. Ao avaliar a mulher, além da vacinação básica, a última dose de vacina antitetânica relatada foi aos 14 anos. Além de cuidados adequados com os ferimentos, a conduta mais adequada em relação ao caso seria (raiva humana/tétano/infecção secundária à mordedura):
Zezinho, 3 anos, 10 quilos, 98 centímetros de estatura, com fezes amolecidas, de aspecto gorduroso e anorexia, apresentou um exame cujo diagnóstico foi Giardíase.
Compartilhar