Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Considerando que a paciente do caso anterior tenha sido submetida a cirurgia e o diagnóstico após a parafina tenha sido de carcinoma papilifero padrão folicular, intratireoidiano e medindo 0,9cm, a melhor conduta, entre as abaixo relacionadas, seria:

A
Realização de ablação da tireoide residual com I 131.
B
A complementação para tireoidectomia total, que deve ser realizacta sempre, após esse diagnóstico.
C
Pode ser realizada terapia supressiva com tiroxina e acompanhamento, pois trata-se de paciente jovem com diagnóstico de microcarcinoma papilffero
D
A complementação para tireoidectomia total deve ser realizada somente se a tireoglobulina estiver elevada.
E
Tireoidectomia total sempre, pois a multifocalidade no carcinoma papilifero de tireoide ocorre em mais de 95% dos casos.
No que se refere à litíase urinária, associe as situações clínicas aos respectivos tratamentos. Ressalta-se que os pacientes se encontram em bom estado geral, sem evidência de infecção e com controle adequado da dor. 1- Cálculo de 4 mm em ureter abaixo dos vasos ilíacos; 2- Cálculo de 10 mm em ureter acima dos vasos ilíacos, na altura de L4-L5; 3- Cálculo de 10 mm em pelve renal; 4- Cálculo de 20 mm em polo inferior do rim; 5- Cálculo coraliforme ocupando todas as cavidades renais. ( ) Uso de alfabloqueador; ( ) Ureteroscopia; ( ) Litotripsia extracorpórea. A sequência numérica CORRETA é:
Pré-escolar de 1 ano e oito meses, 9400 g, apresenta diarreia há 2 meses com perda de 1600 g, tendo sido amamentado exclusivamente ao seio até o 5º mês de vida. As fezes são líquidas, 3 a 4 episódios por dia, a criança se alimenta normalmente, tem moderada distensão abdominal, e é nítida a diminuição da massa muscular. Endoscopia com biópsia jejunal demonstrou padrão de atrofia vilositária e hipertrofia de criptas. A medida mais adequada para o esclarecimento diagnóstico do quadro histopatológico referido é:
Assinale abaixo a propriedade específica do músculo cardíaco que o diferencia do músculo esquelético:
Os pacientes com insuficiência arterial periférica e claudicação intermitente podem aumentar a distância percorrida livre de dor com o uso de:
Compartilhar