Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Considerando-se o caso da questão acima, quais ajustes ventilatórios devem ser realizados para se prevenirem injúrias relacionadas à ventilação mecânica?

A
Reduzir o fluxo inspiratório e aumentar a PEEP.
B
Trocar o modo ventilatório para pressão controlada (PCV).
C
Manter os mesmos parâmetros, uma vez que a hipoxemia foi corrigida e o paciente não está retendo CO2.
D
Reduzir o volume corrente para 6 ml/kg e aumentar a PEEP.
E
Inverter a relação inspiração:expiração.
Paciente, 30 anos de idade, G7P7A0, gestação de 38 semanas, com gemelaridade dicoriônica e diamniótica foi submetida a parto cesárea por apresentação pélvica dos dois fetos. Antecedentes pessoais: Diabetes mellitus gestacional controlado com dieta. Na primeira hora de puerpério, apresentou sangramento via vaginal aumentado com repercussão hemodinâmica e necessidade de uterotônicos e massagem uterina. Dentre os itens listados, o conjunto de fatores de risco para hipotonia uterina nesta paciente é:
Sobre a higienização das mãos, pode-se afirmar: I. Deve ser realizada antes e após qualquer contato com o paciente e precisa ser realizada entre a manipulação de diferentes sítios no mesmo paciente. / II. Não é necessária quando forem usadas luvas e pode ser feita lavagem com água e sabonete ou aplicação de álcool-gel, sendo este último menos eficaz. / III. Remove tanto a microbiota transitória quanto a microbiota residente das mãos e a lavagem das mãos com água e sabão utilizando a técnica correta leva menos de 1 minuto. / IV. Requer obrigatoriamente a retirada de aneis e relógios e o álcool-gel substitui a lavagem das mãos em praticamente todas as situações. Estão CORRETAS:
Durante uma consulta de puericultura, você observa um estrabismo convergente permanente no olho esquerdo de uma criança hígida de 10 meses de idade. Não há outras anormalidades ao exame físico. O peso, comprimento e o desenvolvimento neuropsicomotor estão adequados. A melhor conduta para este caso é:
Você foi chamado à sala de parto para recepcionar um recém-nascido a termo. Logo após o nascimento, o mesmo estava em apneia e FC > 100 bpm sendo levado para o berço aquecido e realizado os passos iniciais em 30 segundos. Como não houve resposta, foi iniciada ventilação com balão e máscara a 21% e colocado pulso oxímetro para monitorizar a saturação de oxigênio. Permaneceu em apneia e a FC = 80 bpm. A conduta mais apropriada a seguir é:
Compartilhar