Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Considere a veracidade das frases abaixo, relacionadas ao manejo de pacientes com infecção pelo HIV. I- Após o início da Terapia Antirretroviral (TARV), pode acontecer uma piora paradoxal de infecções oportunistas pré-existentes, não tratadas, ou tratadas parcialmente. II- Na América do Sul, a reativação da doença de Chagas é considerada uma condição definidora de AIDS. Na forma de meningoencefalite, as lesões aparecem radiologicamente como lesões únicas ou múltiplas áreas hipodensas, tipicamente com o sinal do anel e edema. III- Uma das indicações para alterar a TARV é menos de 1 log de queda de RNA no plasma, após 8 semanas do início do tratamento. Marque a alternativa correta.

A
Apenas I.
B
Apenas II.
C
Apenas III.
D
Apenas I e II.
E
Apenas II e III.
A causa mais comum de hemorragia gastrointestinal aguda baixa em pacientes menores de 30 anos é:
Escolar de oito anos é levado a consulta de emergência devido a quadro de febre alta (39-39,5°C) e dor de garganta há quatro dias. Os pais informam que o paciente vem recebendo azitromicina há 48 horas sem melhora. Exame físico: exsutado purulento sobre as amígdalas, hiperemia de pilar anterior, petéquias em palato, linfadenomegalia generalizada e ponta de baço palpável. A principal hipótese diagnóstica e a conduta indicada nesse momento são, respectivamente:
Com relação ao Delirium, marque a alternativa CORRETA: I - É um transtorno transitório e benigno e não altera o prognóstico do paciente. II - Pode ser a única manifestação de doenças potencialmente fatais. III - Apresenta flutuações da cognição no período de horas ou dias. IV - O diagnóstico de Delirium é feito através de exames laboratoriais, culturas, sendo necessário em alguns casos a realização de Tomografia Computadorizada de Crânio. V - A fisiopatologia do Delirium provavelmente está relacionada à depleção de Dopamina e elevação dos níveis de acetilcolina.VI - O tratamento consiste na abordagem dos sintomas neuropsiquiátricos com drogas antipsicóticas.
Sexo feminino, 18 anos, há 10 dias com dor anal às evacuações, que persiste por minutos a horas após a evacuação, sangramento vivo pelo ânus em pequena quantidade às evacuações. Refere ter aparecido tumoração no ânus neste período e que o quadro se iniciou após evacuação de fezes duras. A paciente colabora pouco com o exame físico, está muito ansiosa e com medo de que o exame exarcebe a dor, mas observa-se um plicoma na linha média posterior e acima deste uma lesão ulcerada longitudinal. É correto afirmar que:
Compartilhar