Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Considere o caso de um paciente de 10 anos com história de dor abdominal de início há 2 anos. Apresenta dor periumbilical mal definida, sem irradiação, de moderada intensidade e que não interrompe o sono nem as atividades diárias. Sem relação com alimentação. Melhora com massagens. O paciente nega sintomas associados e apresenta hábito intestinal normal. A mãe refere que os sintomas iniciaram após mudança de cidade. Qual o diagnóstico mais provável?

A
Dor abdominal orgânica leve.
B
Dor abdominal funcional.
C
Distúrbio psiquiátrico grave.
D
Gastrite por Helicobacter pilory.
E
Síndrome de Munchausen by-proxi.
Mulher de 35 anos consultou por quadro de artralgias de intensidade crescente nas mãos, nos cotovelos e nos tornozelos, há 5 meses, embora viesse fazendo uso de anti-inflamatório não hormonal (AINH). Referiu limitação funcional por dor, ao despertar, durante mais de 1 hora. Ao exame, encontrava-se em bom estado geral, corada, afebril, sem lesões de pele, com sinovite nas articulações interfalangianas proximais e metacarpofalangianas, bilateralmente, nos cotovelos e nos tornozelos. O restante do exame físico foi normal. De acordo com a principal hipótese diagnóstica, qual a conduta mais adequada?
Acerca da avaliação do bem-estar fetal anteparto no pós-datismo, considerar as assertivas abaixo: I - Dopplervelocimetria da aorta é o padrão específico de avaliação. II - Desacelerações variáveis da frequência cardíaca fetal podem significar oligoidrâmnio. III - A avaliação do líquido amniótico é importante, já que sua redução é comum no pós-termo e está associada à compressão do cordão umbilical. É(São) correta(s) a(s) assertiva(s):
São sinais clínicos de hipoglicemia neonatal, exceto:
Em relação ao rastreamento dermatológico, marque a opção correta:
Compartilhar