Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Cirurgia Geral

Considere os pacientes abaixo relacionados, ressaltando-se que todos foram atendidos no local do acidente pelo SAMU e encaminhados para um hospital de referência: Paciente 1 – Paciente 38 anos, masculino, vítima de acidente automobilístico, com vítima fatal. Lá chegou acordado, alerta, sem alterações neurológicas, sóbrio, sem relato de dor cervical. Paciente 2 – Paciente sexo masculino, 29 anos, vítima de capotamento. Foi atendido alerta, neurologicamente normal, cooperativo, com relato de dor em região cervicotorácica. Paciente 3 – Paciente 9 anos, masculino, vítima de acidente automobilístico, tendo sido projetado para fora do veículo. Atendido alerta, cooperativo, sem déficit neurológico, sem relato de dor cervical. Paciente 4 – Paciente sexo masculino, 65 anos, vítima de queda, cerca de 8 metros. Estava agitado, confuso, com sinais de hemorragia intra-abdominal, com necessidade de cirurgia de urgência. Qual alternativa contém as opções corretas sobre a conduta em relação à coluna cervical desses pacientes, respectivamente:

A
Paciente 1 – Pode ter o seu colar cervical removido e submetido a exame clínico cervical. Paciente 2 – Deverá ser submetido à radiografia de coluna cervical em incidência lateral, AP e transoral; caso estas estejam normais, deve-se retirar o colar cervical e realizar uma radiografia lateral em flexão. Paciente 3 – Deverá ser submetido à radiografia de coluna cervical em incidência lateral, AP e transoral e a Tomografia computadorizada de coluna cervical. Paciente 4 – deverá permanecer com colar cervical, ser mobilizado com técnica de rolamento em bloco, não deverá ser operado em prancha longa.
B
Paciente 1 – Somente deverá ter o seu colar cervical removido após a realização das radiografias de coluna. Paciente 2 – Deverá ser submetido à radiografia de coluna cervical em incidência lateral, AP e transoral; caso estas estejam normais, deve-se retirar o colar cervical sem necessidade de realizar a radiografia lateral em flexão. Paciente 3 – Deverá ser submetido à Tomografia computadorizada de coluna cervical. Paciente 4 – Só poderá ser operado após avaliação adequada da coluna cervical.
C
Paciente 1 – Pode ter o seu colar cervical removido e submetido a exame clínico cervical e, se não apresentar dor à movimentação lateral, flexão e extensão, não necessitará realizar radiografias. Paciente 2 – Deverá ser submetido à radiografia de coluna cervical em incidência lateral, AP e transoral; caso estas estejam normais, deve-se retirar o colar cervical. Paciente 3 – Deverá ser submetido à Tomografia computadorizada de coluna cervical. Paciente 4 – Poderá ter o seu colar removido, desde que sejam tomados cuidados para prevenir lesão cervical.
D
Paciente 1 – Pode ter o seu colar cervical removido definitivamente. Paciente 2 - Deverá ser submetido à radiografia de coluna cervical em incidência lateral, AP e transoral; caso estas estejam normais, deve-se retirar o colar cervical e realizar uma radiografia lateral em flexão. Paciente 3 – Como está sem dor, poderá ter o colar cervical removido. Paciente 4 – Deverá permanecer com colar cervical e mobilizado com técnica de rolamento em bloco, não deverá ser operado em prancha longa.
Paciente de 68 anos apresenta tumoração no reto ao toque de 4cm da borda anal. Realizada biópsia da lesão durante a primeira consulta, revelou tratar-se de adenocarcinoma de reto pouco diferenciado. Assinale a alternativa incorreta.
Marque a alternativa incorreta:
Em relação às diarréias é incorreto afirmar:
Paciente com diagnóstico de abortamento de repetição. Na investigação foi identificada presença de septo uterino, a melhor opção terapêutica seria:
Compartilhar