Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Considere-se o caso de paciente feminina, de 36 anos, com Índice de Massa Corporal (IMC) =33kg/m², com Relação Cintura/Quadril (RCQ)=1. Segundo a World Heath Organization (WHO), 1998,

A
a paciente tem sobrepeso.
B
a paciente tem sobrepeso e está indicado tratamento medicamentoso para redução do peso.
C
a paciente é obesa grau III.
D
a paciente é obesa com RCQ dentro da normalidade para mulheres.
E
a paciente é obesa I, com RCQ revelando correlação com gordura abdominal e com risco para doenças cardiovasculares.
Um jovem de 25 anos, vítima de acidente de moto sem capacete, foi levado ao pronto-socorro. Não apresenta obstrução de vias aéreas, a semiologia pulmonar é normal, apresenta pressão arterial de 180x100 mmHg, frequência cardíaca de 65 bpm, as pupilas são isocóricas e reagem lentamente à luz. O rapaz não verbaliza nem emite sons, abre os olhos ao estímulo doloroso. O braço direito tem uma deformidade e não se move ao estímulo álgico, no entanto, a mão esquerda movimenta-se em direção ao local do estímulo (músculo trapézio), tentando retirar a mão do examinador. Ambas as pernas não se movimentam ao estímulo doloroso. Seu escore na escala de coma de Glasgow é de:
Quando utilizamos um corte coronal, dividimos o corpo em:
Homem, 27 anos, sofre queda de motocicleta com trauma em ombro E. Ao exame, apresenta dor, diminuição da abdução do braço E e sinal da tecla de piano. Qual o diagnóstico?
Mulher, 55 anos, apresenta formigamento em ambas as mãos, não associado a esforço ou atividade manual intensa. Sem doença pregressa. Ao exame físico, apresenta teste de Phalen positivo e, ao teste discriminativo digital, refere diminuição da sensibilidade dos dedos polegar, indicador e médio. ENMG recente aponta lentificação da velocidade sensitiva e motora do estímulo no punho. A síndrome mais provável dessa paciente é a do:
Compartilhar