Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Considere uma paciente feminina, 60 anos, internada na Unidade de Terapia Intensiva há 3 dias, com choque séptico em pós-operatório de colectomia à Hartmann por peritonite fecal por diverticulite. Recebe antibioticoterapia, está em ventilação mecânica, com instabilidade hemodinâmica. O balanço hídrico acumulado dos 3 dias é 16.000 ml. Apresentava boa diurese, porém, há 6 horas, está anúrica. A sonda vesical não está obstruída. Qual das seguintes condutas é mais adequada?

A
Cistostomia.
B
Hemodiálise.
C
Peritoneostomia.
D
Diurético em dose alta.
E
Administração de coloides.
ID: Mulher, 58 anos de idade, portadora de fibrilação atrial diagnosticada há dois anos, HMA: iniciou há 8 horas com dor, frialdade e cianose fixa no pé esquerdo. Nega história prévia de claudicação intermitente em membros inferiores (MMIIs). EF: não apresenta os pulsos distais palpáveis no MIE e o exame do MID encontra-se normal, com todos os pulsos palpáveis. INR= 1,8. A conduta imediata mais apropriada é:
Em relação aos distúrbios metabólicos no período neonatal, é correto afirmar:
Qual das variáveis abaixo não é critério maior de Jones (versão atual) para o diagnóstico de febre reumática:
Escolar de oito anos apresentou amigdalite pultácea há cinco dias, em tratamento com amoxicilina. Refere aparecimento de artrite de grandes e pequenas articulações, não migratória. Refere dor à mobilização de coluna cervical. Fez uso de anti-inflamatório não hormonal, sem melhora significativa. O diagnóstico mais provável e a conduta nesta criança são, respectivamente:
Compartilhar