Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Endocrinologia

Pediatria Geral

Criança, 4 anos de idade, é internada com quadro de náusea, vômito e dor abdominal. Apresenta-se torporosa, emagrecida, febril, TAX: 38°C, com sinais de desidratação, apesar da diurese abundante, enchimento capilar: 6 seg, F.R.: 40 irpm, PA: 80x40 mmHg, F.C.: 120/bpm. Os exames laboratoriais iniciais revelaram glicemia: 500 mg/dl, K: 4,7, Na: 126, PCO2: 16 mmHg, PO2: 75 mmHg, SatO3: 95%, gasometria arterial Ph: 7,15, HCO3: 6 mEq/l. Nesse caso, pode-se afirmar que se trata, provavelmente, de

A
cetoacidose diabética
B
diarreia aguda, por rotavírus
C
choque hipovolêmico
D
septicemia
E
intoxicação alimentar
Lactente de 1 ano e 6 meses, com diagnóstico de Tetralogia de Fallot há um mês por sopro, em uso de propranolol. Trazido ao PS pela mãe pois ficou roxinho após aplicação da vacina BCG no posto de saúde. Chegou cianótico 3+/4+, agitado, chorando e foi colocado em oxigenoterapia. FC = 176 bpm, pulsos fortes e perfusão limítrofe. O sopro era sistólico, 3+/6+ em segundo espaço intercostal esquerdo em diamante e ejetivo, irradiando para ponta do coração. FR = 36 irpm, esforço leve a moderado, pulmões limpos. O fígado não era palpável e o abdômen era flácido. Referente ao caso, estará CORRETA a seguinte afirmativa:
Após avaliação clínica de risco cardíaco pré-operatório, um paciente portador de neoplasia prostática, 70 anos, hipertenso, com insuficiência cardíaca compensada, será submetido à prostatectomia. O paciente realiza suas atividades normalmente, sem sintomatologia ao subir escadas ou caminhar durante uma hora diariamente. Apresenta PA = 110 x 70 mmHg, eletrocardiograma sem anormalidades e ecocardiografia, feita há um mês, com fração de ejeção de 54%. Qual deve ser sua conduta?
Mulher, 64 anos, procura atendimento médico devido à queixa de visão dupla há 2 dias. NÃO é causa de diplopia biocular:
Durante consulta médica de rotina, foram identificadas as seguintes alterações ao exame físico de um escolar: pressão arterial elevada, pulsos femorais fracos e ausculta cardíaca com sopro sistólico em borda esternal esquerda. Considerando esse quadro, o diagnóstico mais provável é:
Compartilhar