Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Criança, 4 anos de idade, é internada com quadro de náusea, vômito e dor abdominal. Apresenta-se torporosa, emagrecida, febril, TAX: 38º, com sinais de desidratação, apesar da diurese abundante, enchimento capilar: 6 seg, F.R.: 40 irpm, PA: 80x40 mmHg, F.C.: 120/bpm. Os exames laboratoriais iniciais revelaram glicemia: 500 mg/dl, K: 4,7, Na: 126, PCO2: 16 mmHg, PO2: 75 mmHg, SatO3: 95%, gasometria arterial Ph: 7,15, HCO3: 6 mEq/l. São condutas terapêuticas que se enquadram, neste caso, exceto:

A
insulinoterapia: infusão regular de 0,05 U/Kg/h a 0,1U/Kg/h
B
expansão com soro glicofisiológico 1:4
C
expansão rápida com soro fisiológico ou Ringer Lactato
D
reposição de potássio
E
infusão de bicarbonato de sódio, após o uso da insulina
Um paciente de 70 anos hospitalizado, em pós-operatório recente de osteossíntese de fratura de fêmur, desenvolve quadro súbito de dispneia, hipotensão, taquicardia sinusal, estase jugular, bulhas cardíacas hipofonéticas com pulmões relativamente limpos. Qual dos exames abaixo apresenta a maior acurácia diagnóstica nesta situação clínica?
Paciente masculino, vítima de acidente automobilístico, clinicamente estável com fratura do planalto tibial e lesão extensa de artéria e veia poplítea. A melhor alternativa cirúrgica é:
Gestante de 37 anos, com 33 semanas de gestação, queixa-se de parada de movimentação fetal há 1 dia. Refere não ter nenhuma intercorrência no pré-natal. É sua segunda gestação, tendo um parto normal há 3 anos, com recém-nascido saudável que pesou 3.300g. A pressão arterial é de 100x60cm H2O. A altura uterina é de 29cm, não há dinâmica uterina. Não se auscultam batimentos cardíacos fetais e o colo está impérvio. A ultrassonografia revela ausência de batimentos cardíacos fetais, apresentação pélvica, placenta grau II e líquido amniótico de volume normal. Qual a conduta a ser tomada?
Para a criança da questão anterior o tratamento preconizado pelo Ministério da Saúde é:
Compartilhar