Questões na prática

Pediatria

Doenças Respiratórias

Criança de 9 anos de idade, com quadro respiratório de evolução insidiosa há 3 semanas, iniciando com tosse inicialmente seca, coriza, odinofagia e febre baixa sem comprometimento do estado geral. Tratada com sintomáticos, não melhorou, evoluindo com tosse produtiva, característica coqueluchoide, dor torácica esporádica, febre moderada, queda do estado geral, FR = 36 rpm. A ausculta pulmonar apresenta MV rude, sibilos creptações. Mãe relata que já está usando amoxilina há 3 dias. Qual o provável agente etiológico nesse caso e qual a droga de escolha?

A
Streptococcus pneumoniae - penicilina.
B
Mycoplasma pneumoniae - macrolídeo.
C
Staphylococcus aureus - cefalosporina.
D
Haemophylus influenzae - sulfa.
E
NDA.
Um paciente com 82 anos de idade, masculino, em bom estado geral, vem ao serviço de emergência com quadro de sangramento retal. O exame proctológico mostra massa de 2 cm de diâmetro na parede posterior do reto, 2 cm acima da linha pectínea. A massa é exofítica e móvel sobre os tecidos subjacentes. A biópsia revela adenocarcinoma bem diferenciado. A ultrassonografia mostra tratar-se de lesão tipo T1. Qual é o tratamento recomendado?
Com relação à presença de gás no sistema venoso porta, assinale a alternativa correta.
A formação de hérnia perineal, após cirurgia de ressecção do reto, está mais frequentemente associada a:
As medicações abaixo são causas de hipercalemia por diminuição do hormônio aldosterona, EXCETO:
Compartilhar