Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Neurologia

Neuropediatria

Criança de quatro anos chega à emergência com crise convulsiva tonicoclônica generalizada. O evento convulsivo durou aproximadamente 2 minutos. Em sua ficha de atendimento estão descritos: FC = 110 bpm, Fr = 26 ipm, Tax = 39,2ºC e exame neurológico sem sinais de localização. A conduta correta frente ao caso é:

A
Investigar e tratar a causa da febre. Caso mantenha exame neurológico normal após curto período de observação, liberar o paciente com diagnóstico de convulsão febril
B
Investigar e tratar a causa da febre. Solicitar eletroencefalograma e avaliar o início de fenobarbital para descartar epilepsia
C
Investigar e tratar a causa da febre. Realizar tomografia computadorizada de crânio e se for normal, realizar punção lombar.
D
Investigar e tratar a causa da febre. Realizar tomografia computadorizada de crânio e eletroencefalograma.
E
Caso mantenha exame neurológico normal após curto período de observação, liberar o paciente com diagnóstico de convulsão febril
De acordo com a classificação das lesões obstrutivas das artérias dos membros inferiores do TASC, elas são classificadas pelas letras A, B, C, D. Lesões múltiplas caracterizadas por estenoses ou oclusões, cada uma menor ou igual a 5 cm, são classificadas como TASC:
Paciente com 70 anos, do sexo feminino, menopausa há 20 anos, não fez reposição hormonal e refere mãe com antecedente de fratura do colo do fêmur. É tabagista há 50 anos (20 cigarros/dia), sedentária, com cifose dorsal aumentada, história de fratura do punho direito após queda de própria altura há 15 anos e tratada com gesso, tem doença de Parkinson, sendo deambuladora domiciliar. Refere que há 12 horas sofreu queda no banheiro de sua casa, sentada, com trauma no quadril esquerdo, com dor e limitação, posição de rotação externa e encurtamento do membro inferior esquerdo, com desvio rotacional e impossibilidade de deambulação. Veio de ambulância do interior com imobilização provisória e dois exames feitos em sua cidade. Realizada hoje uma radiografia da bacia em anteroposterior, que evidencia fratura do colo do fêmur no quadril esquerdo, com desvio dos fragmentos e desmineralização óssea difusa e uma densitometria óssea de seis meses atrás com T-score na coluna lombar de - 1,8 e no colo do fêmur direito de -1,5. No caso dessa paciente,
Todos os princípios abaixo dizem respeito à captação de órgãos de doador falecido, exceto um. Assinale-o.
Mulher de 58 anos, portadora de tireoidite de hashimoto, em uso de 100 µg de levotiroxina ao dia, consultou por vir apresentando sonolência excessiva, fadiga e diminuição do apetite há cerca de 3 meses. Relatou sentir-se desamparada e triste, tendo abandonado as aulas de pintura das quais gostava muito. Trouxe resultados de exames recentes: TSH de 0,89 mUI/I (valor de referência (VR): 0,3-5 mUI/I) e T4 livre de 0,9 ng/dl (VR: 0,7-2 ng/dl). Com base no quadro, assinale a assertiva CORRETA.
Compartilhar