Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Psiquiatria

Psiquiatria

Criança de sete anos apresenta quadro de hipotomia muscular difusa e movimentos involuntários abruptos e breves, envolvendo a face, o tronco e as mãos. Os movimentos foram descritos como contorsivos e simétricos, impedem a criança de vestir-se. Sua fala é praticamente incompreensível e a grafia tornou-se ilegível. Considerando a principal hipótese diagnóstica, o tratamento indicado é:

A
Clozapina.
B
Triexifenidil.
C
Haloperidol.
D
Fenobarbital.
E
Carbamazepina.
Homem, 70 anos, com plenitude pós-prandial há três meses, seguida de vômitos pós-alimentares. Relata emagrecimento de 10 kg neste período (peso habitual 75 kg). Realizou endoscopia digestiva alta que evidenciou lesão ulcerada localizada no terço distal do estômago, impedindo a passagem do endoscópio. O exame anatomopatológico de biópsia realizada durante a endoscopia mostrou se tratar de carcinoma do tipo intestinal de Laurén. Radiografia de tórax e tomografia computadorizada abdominal sem alterações significativas. Foi indicada terapia nutricional pré-operatória. Dentre as opções terapêuticas abaixo, assinale a mais adequada.
De acordo com os princípios do controle de danos em trauma (damage control), leia as assertivas a seguir: (I) Trata-se de conduta cirúrgica sistematizada, frequentemente dividida em três tempos principais, cujo objetivo é interromper a cascata de eventos que determina a morte por hemorragia. (II) Pode ser empregado como último recurso para uma laparotomia mal sucedida. (III) O controle de danos é reservado a pacientes críticos e o tratamento multidisciplinar é essencial para um melhor prognóstico. Qual das alternativas abaixo contém as assertivas verdadeiras:
Em relação ao sangramento uterino disfuncional, está correto afirmar: I - o uso de análogos do GnRH reduz o sangramento uterino disfuncional, mas não é aceitável devido aos seus efeitos colaterais. II - o ácido tranexâmico parece ser a medicação que mais reduz o sangramento uterino disfuncional. III - hiperplasia de endométrio, síndrome dos ovários policísticos e pólipo endometrial são causas de sangramento uterino disfuncional.
A biópsia de uma lesão pigmentosa medindo 1,0 cm de diâmetro na região dorsal de doente do sexo masculino deve ser, preferencialmente:
Compartilhar