Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Criança, nascida de parto normal a termo, apgar de 9 no primeiro minuto e de 10 no quinto minuto, pesando 3.280 g, é encaminhado para o alojamento conjunto, usando LM exclusivo. Na alta, após o segundo dia de vida, o pediatra nota icterícia de esclerótica e face. No prontuário, verifica que a mãe é Rh+, grupo A e o RN é Rh negativo, grupo O. A dosagem de bilirrubinas revelou BI igual a 10% do total. O diagnóstico mais provável nesse caso é:

A
incompatibilidade de Rh
B
icterícia do leite materno
C
incompatibilidade ABO
D
icterícia própria do RN
E
erro inato do metabolismo
O Rio de Janeiro sediou, em março deste ano, o III Fórum de parceiros Stop Tuberculose. Considerando os números relacionados a essa epidemia no Brasil, identificamos que:
Em relação ao desenvolvimento da síndrome de Stevens-Jonhson, qual (quais) a (s) droga (s) que representa (m) maior risco relativo em análises multivariadas?
É correto afirmar com relação as fraturas expostas:
Com respeito à avaliação do exame parcial de urina, qual a alternativa CORRETA?
Compartilhar