Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Hematologia

Otorrinolaringologia

Criança portadora de doença falciforme homozigótica vem ao pronto-socorro com febre, odinofagia, hiporexia e hipoatividade. Ao exame você observa hiperemia de orofaringe, placas purulentas em amígdalas, petéquias em palato, infartamento ganglionar cervical, palidez moderada e icterícia leve. Qual a melhor conduta?

A
colher hemocultura, urocultura, realizar radiografia de tórax e propor tratamento de acordo com resultados.
B
colher hemocultura, urocultura, realizar radiografia de tórax e iniciar imediatamente com antimicrobiano de amplo espectro, por ex. ceftriaxone.
C
iniciar tratamento com penicilina.
D
colher swab de orofaringe e propor tratamento de acordo com resultado.
Uma paciente de 18 anos procura o cirurgião geral, por causa de uma hérnia, sem sintomas. Ao exame, foi diagnosticada uma hérnia femoral, facilmente redutível, do lado direito. A conduta a ser adotada nesse caso é:
Maria José tem 78 anos e é levada, por seu filho, à emergência por apresentar subitamente tonteira rotatória precipitada pelo giro da cabeça. Maria José refere início com mudança de posição na cama e ao calçar a sandália. Maria José diz que a tonteira “é muito forte e passa num instante”. Perguntada, não refere perda auditiva. Na emergência a hipótese diagnóstica inicial é de:
O termo “partes moles” se refere ao tecido de suporte dos vários órgãos e às estruturas não epiteliais extraesqueléticas do tecido linfo-hematopoiético. Sobre esse tema julgue as informações abaixo: I.O diagnóstico clínico precoce do melanoma é o mais importante fator para o sucesso do tratamento. Devemos utilizar a regra do ABCD (assimetria, bordas, cor, diâmetro) e estarmos atentos a alterações no tamanho, forma ou cor em nevos pré-existentes. II. A Organização Mundial de Saúde classifica o melanoma segundo a fase de crescimento em dois grupos: fase de crescimento radial e vertical. No grupo de crescimento radial encontramos o melanoma nodular. No grupo de crescimento vertical encontramos o melanoma superficial, acral lentiginoso, melanoma tipo lentigo maligno e o melanoma in situ. III.O tratamento do melanoma é multidisciplinar e deve ser realizado após uma sistematização composta apenas por diagnóstico clínico e estadiamento com exames laboratoriais e de imagem. IV.Na biópsia de lesões suspeitas é fundamental que a amostra de pele seja retirada até tecido celular subcutâneo, já que a espessura vertical do tumor é o valor preditivo mais importante para o prognóstico, tratamento e seguimento.
Homem, 23 anos, tem diarreia profusa há 60 dias, emagrecimento e dor abdominal. Exame proctológico mostra múltiplas fissuras anais em localização atípica com enantema e friabilidade da mucosa do reto distal. Colonoscopia também demonstra mucosa edemaciada e friável ao nível cecal, onde são feitas biópsias. Em relação a esta situação clínica, são apresentadas as seguintes assertivas: I. Fístulas intestinais com a pele e órgãos vizinhos é uma complicação esperada neste caso. II. O risco de carcinoma colorretal neste indivíduo é igual ao da população em geral. III. O achado de granulomas não caseosos no material da biópsia, apesar de raro, faz o diagnóstico de tuberculose intestinal. Qual é a alternativa correta?
Compartilhar