Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Cynara, 30 anos, gesta II para I, hipertensa e diabética tipo I. Está na 8ª semana de gestação e apresenta sangramento de pequena quantidade e cólicas discretas há 3 dias, que cessaram hoje cedo pela manhã. A ultrassonografia realizada há 2 semanas evidenciou gestação tópica com embrião de 6 semanas e batimentos cardíacos presentes. Ao exame especular apresenta sangramento vaginal muito discreto e, ao toque, útero aumentado de tamanho (+/- 10 cm) e colo fechado. O provável diagnóstico clínico é:

A
abortamento completo.
B
abortamento inevitável.
C
abortamento incompleto.
D
ameaça de abortamento.
Um paciente com eritema cutâneo desenvolveu artrite progressiva, principalmente, de falanges distais. Qual dos seguintes é o diagnóstico mais provável?
Paciente portador de diabete melito tipo 1, de 65Kg, aderente ao tratamento, em uso de insulina NPH (52u antes do café da manhã + 28u antes do almoço e 42u antes de deitar) associada a insulina regular (2u antes de café da manhã + 6u antes do almoço e 4u antes do jantar), vem apresentando hiperglicemias matinais. Um acompanhamento da glicemia capilar realizada às 3 horas da madrugada revelou valores habitualmente abaixo de 60mg/dl. A conduta para este caso será:
O mecanismo de ação da anticoncepção oral de emergência não está completamente esclarecido. São mecanismos confirmados por estudos, EXCETO:
Paciente de 25 anos apresentou quadro compatível com cólica renal à direita, tendo sido encaminhado à emergência. Os exames mostraram cálculo de 4 mm localizado no ureter distal e leve hidronefrose. A avaliação laboratorial não revelou anormalidades. A dor em cólica aliviou de maneira substancial após analgesia intravenosa. Considerando as opções abaixo, qual a mais indicada para o manejo inicial?
Compartilhar