Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Dados complementares adicionados à história -Quadro clínico: A paciente não havia recebido imunoglobulina ou medicamento na fase prodrômica que pudesse modificar o quadro e nem apresentava imunodeficiência.Após a remissão do quadro, algumas lesões haviam reaparecido. - Vacinação (comprovada pela caderneta de vacinação) 3 doses de vacina anti-sarampo aos 7 meses, 16 meses e 5 anos. 1 dose de tríplice viral aos 10 anos 1 dose de dupla viral (sarampo e rubéola) aos 19 anos -Sorologia coletada 2ª amostra 3 semanas após a 1ª e sorologia processada no IAL Resultado:Elisa para sarampo:IgM e IgG reagentes.Com base nesses novos dados, a conduta é:

A
prosseguimento da investigação com coleta de material (urina, sangue, secreção naso-faríngea,etc) para isolamento viral
B
fechamento do caso como IgM positiva associada temporalmente à vacina
C
prosseguimento da investigação da soroconversão dos anticorpos IgG nas duas coletas e sorologia para outro vírus como Parvovírus B19 humano.
D
fechamento do caso como sarampo confirmado por critério laboratorial e epidemiológico porque a doença ainda é endêmica com possibilidade de surtos epidêmicos
E
fechamento do caso como sarampo confirmado por critério laboratorial e clínico por não serem raros os casos atípicos ou com ausência completa do exantema na situação epidemiológica atual.
Assinale a alternativa incorreta:
Sobre o trauma esplênico podemos afirmar que uma lesão subcapsular em 10-50% da área superficial classifica-se em:
Paciente masculino de 50 anos, internado para realização de cirurgia eletiva de revascularização do miocárdio. No sétimo dia de pós-operatório, inicia quadro de apatia, desorientação temporal, dificuldade de manter a atenção, choro fácil e inversão do ciclo sono-vigília. Passa a dizer que foi raptado e precisa voltar imediatamente para casa. Assinale a alternativa CORRETA.
Durante consulta ambulatorial, um homem de 40 anos de idade relatou episódios recorrentes de dor intensa na região periorbitária direita, associados a hiperemia conjuntival, lacrimejamento, rinorreia e ptose palpebral que também ocorrem no lado direito; esses eventos têm duração de uma hora (dois episódios diários, geralmente noturnos e que acordam o paciente). Ele informou também que fica até duas semanas sem cefaleia. No exame clínico, constataram-se ptose palpebral, miose e ausência de sudorese na hemiface direita. Considerando as informações acima, julgue o item que se segue. A principal hipótese diagnóstica é cefaleia por arterite temporal (de células gigantes).
Compartilhar