Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Nefrologia

Danilo, 3 anos, atendido há um mês com dor abdominal e vômitos e liberado com medicação sintomática. Os sintomas se mantiveram de forma intermitente. Há 8 horas sofreu queda da própria altura na creche e, ao chegar em casa, queixa-se de dor abdominal e apresenta urina avermelhada, retornando ao médico com sua mãe, Gilda. Exame físico: atitude antálgica, com reflexão de tronco sobre abdome, FC 100bpm, FR 30irpm, T.ax 36,2°C, PA 100x60mmHg, peso 14kg; palidez cutaneomucosa (==/4), hidratado, anictérico, acianótico; abdome globoso, doloroso à palpação superficial e profunda, massa palpável em flanco esquerdo, com aproximadamente 5x8 cm, lisa e firme; punho-percussão negativa, genitália normal, discretas equimoses em regiões pré-tibiais, ausência de edemas. Exames laboratoriais: Ht 25%, Hb 8,6 mg/dl, plaquetas 318.000/mm³, leucócitos totais 9.200/mm³, eosinófilos 5%, bastões 1%, neutrófilos 52%, linfócitos 39%, monócitos 3%. Urina: cor avermelhada, pH 7,0, proteína negativa, 20 a 30 hemácias por campo, 4 a 6 piócitos por campo, raros cilindros hemáticos, nitrito negativo. O exame que esclarece o diagnóstico é:

A
cintilografia
B
ultrassonografia abdominal
C
uretrocistografia miccional
D
radiografia simples do abdome
Criança de 10 meses de idade, previamente hígida, comparece ao pronto-socorro com sinais de febre e coriza há 2 dias. Em exame clínico observa-se taquicardia, dispneia e ao RX de tórax apresentou aumento da área cardíaca; área pulmonar normal. A suspeita clínica foi de miocardite. Assinale a alternativa CORRETA quanto aos próximos exames complementares a serem solicitados.
Paciente de 8 anos dá entrada na Sala de Emergência trazido pelos pais por estar inconsciente, após crise convulsiva em casa. Você checa o pulso carotídeo e ele está presente, mas percebe a respiração irregular (frequência respiratória 6 inc/min). Iniciado suporte respiratório com dispositivo Bolsa Máscara Válvula (BMV) e instalada monitorização cardíaca. O ritmo cardíaco é sinusal, com frequência cardíaca de 50 bpm. Tempo de enchimento capilar de 4 segundos e pressão arterial de 60x40 mmHg. Qual a conduta CORRETA para este caso?
Criança do sexo masculino, de 1 ano e 2 meses de idade, deu entrada no pronto atendimento com história de evacuações escurecidas e de odor forte há 4 horas. A mãe dele negou dor, vômitos, febre, alterações cutâneas ou vacinação recente. Ela relatou ainda que a criança já havia apresentado 2 episódios de evacuações com grande quantidade de sangue, nos quais necessitou até de transfusão sanguínea. Qual é o diagnóstico?
Paciente na Unidade de Terapia Intensiva apresenta nível 5 na escala de sedação de Ramsay. Em qual estado ele se encontra?
Compartilhar