Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Danilo, 3 anos, atendido há um mês com dor abdominal e vômitos, é liberado com medicação sintomática. Os sintomas se mantiveram de forma intermitente. Há 8 horas sofreu queda da própria altura na creche e, ao chegar em casa, queixa-se de dor abdominal e apresenta urina avermelhada, retornando ao médico com sua mãe, Gilda. Exame físico: atitude antálgica, com reflexão de tronco sobre abdome, FC 100 bpm, FR 30 irpm, T.ax 36,2°C, PA 100x60 mmHg, peso 14 kg; palidez cutaneoamucosa (==/4), hidratado, anictérico, acianótico; abdome globoso, doloroso à palpação superficial e profunda, massa palpável em flanco esquerdo, com aproximadamente 5x8 cm, lisa e firme; punho-percussão negativa, genitália normal, discretas equimoses em regiões pré-tibiais, ausência de edemas. Exames laboratoriais: Ht 25%, Hb 8,6 mg/dl, plaquetas 318.000/mm3, leucócitos totais 9.200/mm³, eosinófilos 5%, bastões 1%, neutrófilos 52%, linfócitos 39%, monócitos 3%. Urina: cor avermelhada, pH 7,0, proteína negativa, 20 a 30 hemácias por campo, 4 a 6 piócitos por campo, raros cilindros hemáticos, nitrito negativo. Ao receber o comunicado sobre a necessidade de internar Danilo, Gilda demonstra grande preocupação com sua filha de 11 anos, Evinha, que vai ficar sozinha com o irmão de 17 anos. A mãe diz que 'tem medo' porque suspeita de abuso sexual. A melhor conduta é:

A
só realizar a Notificação Compulsória de Maus-Tratos após a confirmação do abuso
B
não realizar exame da genitália, encaminhando Evinha para o exame pericial
C
internar Evinha, se não houver local seguro para mantê-la
D
aguardar parecer da assessoria jurídica da instituição
O tratamento da dependência do tabaco é particularmente importante do ponto de vista econômico, porque a abstinência ao fumo pode prevenir uma grande variedade de doenças crônicas cujo custo terapêutico é elevado. Analise as afirmativas abaixo, em relação ao tratamento do tabagismo. 1) Abordagens combinando aconselhamento comportamental e farmacoterapia podem alcançar sucesso de 20 a 30% em um ano. 2) O paciente deve iniciar o uso da bupropiona após ter deixado de fumar. 3) Em idosos, os tratamentos para parar de fumar são menos efetivos do que em pessoas jovens. 4) É mais custo-efetivo do que o tratamento da hipertensão e outras intervenções preventivas, tais como a prevenção e o tratamento da dislipidemia. Pode-se afirmar que estão corretas as afirmativas:
No Brasil, os transtornos de ansiedade se encontram em primeiro lugar em prevalência entre os transtornos psiquiátricos. Na atividade clínica, a ansiedade é um sintoma bastante comum em cenários de atenção ambulatorial, hospitalar e em emergências. Ao clínico é necessário reconhecê-los e caracterizar a existência ou não de transtorno de ansiedade. Sobre este transtorno, é correto afirmar que:
Uma senhora de 58 anos procurou atendimento queixando-se de dores no joelho direito, que se iniciaram há três anos, mas que, no momento, se intensificaram. As dores são acompanhadas por dor em interfalangianas distais do primeiro e segundo dedos da mão direita e primeira metatarsofalangiana do pé esquerdo. Ao exame, a paciente apresenta IMC = 32 kg/m², calor e discreto edema na articulação do joelho direito e interfalangianas distais. Os exames laboratoriais evidenciaram hemograma normal; VHS = 20 mm na primeira hora; fator reumatoide = 32 UI. O provável diagnóstico deste caso será:
A alta prevalência da hipertensão arterial sistêmica e a importância de seu controle para a redução do risco cardiovascular tornam o atendimento ao paciente hipertenso uma das principais demandas da atenção primária à saúde. Na avaliação de um paciente, é sinal indicativo da presença de uma possível causa secundária de hipertensão:
Compartilhar