Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Dermatologia

De acordo com o caso clínico abaixo, marque a alternativa que melhor define o quadro apresentado: Paciente do sexo masculino, 36 anos, natural de Cariacica-ES, compareceu ao ambulatório de dermatologia apresentando numerosas lesões tipo placa eritematosas, algumas eritemato-violáceas, infiltradas, com contornos internos bem definidos e externos mal definidos, centro com coloração de pele normal. Apresentava infiltração dos pavilhões auriculares. Relatou surgimento do quadro há alguns meses, porém o aparecimento súbito de nódulos eritematosos dolorosos acompanhados de sintomas gerais tipo febre e astenia o levaram a procurar atendimento. Apresentava teste de sensibilidade térmica alterado com hipoestesia.

A
o caso trata-se de um paciente com hanseníase dimorfa e deve ser instituída poliquimioterapia multibacilar com doze doses.
B
o caso trata-se de um paciente com hanseníase dimorfa em reação tipo II e deve ser instituída poliquimioterapia paucibacilar + corticoterapia.
C
o caso trata-se de um paciente com hanseníase virchowiana em reação reversa e deve ser instituída poliquimioterapia multibacilar + corticoterapia.
D
o caso trata-se de um paciente com hanseníase dimorfa com eritema nodoso e deve ser instituída poliquimioterapia multibacilar + talidomida.
E
o caso trata-se de um paciente com hanseníase virchowiana em reação tipo II e deve ser instituída poliquimioterapia paucibacilar + talidomida.
Paciente com 45 anos portador de miopia (- 1,00 D/E), refere que, atualmente, necessita tirar os óculos para ler. A melhor hipótese é:
A Ressonância Nuclear Magnética está contraindicada para pacientes que possuem:
Recém-nascido, sexo masculino, iniciou ao final da terceira semana de vida, quadro de vômitos em jato após mamadas ao seio materno. A mãe procurou serviço de emergência sendo prescrito antiemético e recomendada elevação da cabeceira do berço. Os vômitos persistiram e se agravaram nos três dias subsequentes. A criança passou a perder peso e a apresentar pouca atividade, além de diminuição do débito urinário. Foi então novamente levado à emergência e os exames laboratoriais iniciais mostraram: Cloro: 90mEq/L, Potássio: 3,3 mEq/L, Sódio: 130 mEq/L. A gasometria colhida evidenciou alcalose metabólica. Frente ao quadro apresentado, o diagnóstico mais provável é:
Frente a um paciente com suspeita clínica de trombose venosa profunda no segmento femoral qual seria a melhor conduta?
Compartilhar