Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Dermatologia

Dermatologia

De acordo com o caso clínico abaixo, marque a alternativa que melhor define o quadro apresentado: Paciente do sexo masculino, 36 anos, natural de Cariacica-ES, compareceu ao ambulatório de dermatologia apresentando numerosas lesões tipo placa eritematosas, algumas eritemato-violáceas, infiltradas, com contornos internos bem definidos e externos mal definidos, centro com coloração de pele normal. Apresentava infiltração dos pavilhões auriculares. Relatou surgimento do quadro há alguns meses, porém o aparecimento súbito de nódulos eritematosos dolorosos acompanhados de sintomas gerais tipo febre e astenia o levaram a procurar atendimento. Apresentava teste de sensibilidade térmica alterado com hipoestesia.

A
o caso trata-se de um paciente com hanseníase dimorfa e deve ser instituída poliquimioterapia multibacilar com doze doses.
B
o caso trata-se de um paciente com hanseníase dimorfa em reação tipo II e deve ser instituída poliquimioterapia paucibacilar + corticoterapia.
C
o caso trata-se de um paciente com hanseníase virchowiana em reação reversa e deve ser instituída poliquimioterapia multibacilar + corticoterapia.
D
o caso trata-se de um paciente com hanseníase dimorfa com eritema nodoso e deve ser instituída poliquimioterapia multibacilar + talidomida.
E
o caso trata-se de um paciente com hanseníase virchowiana em reação tipo II e deve ser instituída poliquimioterapia paucibacilar + talidomida.
Mulher de 58 anos, portadora de tireoidite de hashimoto, em uso de 100 µg de levotiroxina ao dia, consultou por vir apresentando sonolência excessiva, fadiga e diminuição do apetite há cerca de 3 meses. Relatou sentir-se desamparada e triste, tendo abandonado as aulas de pintura das quais gostava muito. Trouxe resultados de exames recentes: TSH de 0,89 mUI/I (valor de referência (VR): 0,3-5 mUI/I) e T4 livre de 0,9 ng/dl (VR: 0,7-2 ng/dl). Com base no quadro, assinale a assertiva CORRETA.
Sobre a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), é correto afirmar que:
Igor fez 3 anos e 6 meses. Seus pais foram chamados na escola, pois ele estava com comportamentos estranhos. A professora informou que Igor não gosta de brincar com os colegas, exceto quando as brincadeiras são de correr. Gosta muito de ver os mesmos programas na TV: desenho do Pica-Pau e Chaves, além de algumas propagandas e vinhetas de aberturas de alguns programas. Quanto a sua linguagem, a professora diz que ele fala quando quer e fora do contexto. Costuma repetir frases ou palavras ouvidas em algum momento. Sua mãe informou para a professora ,que em casa ele também apresenta esses comportamentos. Também apresenta baixo contato visual com as pessoas e alguns movimentos estranhos de balançar as mãos e braços com se fosse “voar”. Com base nas informações fornecidas, o diagnóstico mais provável do Igor é:
Lactente com 6 meses de idade compareceu ao ambulatório com queixa de coriza, tosse e febre baixa há 2 dias. Ao exame a criança se apresentava em bom estado geral, eupneica, com ausculta pulmonar normal. Otoscopia normal e hiperemia de orofaringe. Nesse dia estava marcada a 3ª dose da vacina tetravalente e anti-pólio. Qual a orientação adequada em relação à vacinação desta criança?
Compartilhar